Marina palito manga da “gordura” de Dilma

Este vídeo vale ser visto. Para se ter idéia do sarcasmo, da maldade de Marina. Isso ela chama ora de metáfora ora de parábola. Apesar da duvidosa referência bíblica, pode ser inclusive um ato falho, desde que defende a política pregada por George Soros de terceira via, de uma economia sustentável, e total apoio a Israel contra a Palestina.

Marina usa o estilo oratório dos pastores Silas Malafaia e Marco Feliciano. Começa se comparando ao rei David, judeu, contra o gigante Golias, filisteu.

E termina dizendo que ela, Marina, era um mosquito, carapanã, que luta com uma mangangá, um zangão. Mangangá, mangangava, também designa um besouro, insecto díptero, cuja mordedura produz calefrios e febre, conhecido como cavalo-do-cão, capeta (demônio). Abelhão. Marimbondo.

Mangangá é uma palavra indígena que define peixes teleósteo, marinhos, da família dos Escorpenídeos, também chamados de niquim, ninquim-da-pedra, sarrão, briati, moreiatim.

peixe
Em sentido figurado (adjetivo): grande, muito grande, gordo. Foi esta interpretação rasteira que Marina, de uma maneira palhaça, com gestos histriônicos, nervosos, histéricos, transmitiu para uma platéia odienta, que se esparramou em gargalhadas.

– “Vocês já sabem que é o carapanã. Sou eu”, acrescentou Marina, para disparar a seguir. “Quem é o mangangá?”, perguntou à platéia. “Fortinho”… e respondeu entre risos, sem nominar Dilma, e abrindo os braços para indicar uma pessoa muito gorducha.

A resposta veio num post intitulado “a máscara que cai”, no qual a campanha petista classifica a comparação como “indelicadamente jocosa” e ironiza ao final a fala da ex-senadora do PT.

“Nosso coração valente, Dilma poderia, sim, ser um mangangá, robusta abelha responsável por construir, defender e alimentar o ninho. Já o mosquito”…

mangangá

Quanto Marina fala de Israel faz parte do acordo com Soros/ Banco Itaú, e conforme os economistas que elaboraram seu programa econômico e diplomático de governo.

Transição para uma economia mais sustentável

O professor Thomas C. Heller, da Universidade Stanford, é um dos mais influentes especialistas em política ambiental financiada por George Soros.

Heller fundou a Climate Policy Initiative, financiada por George Soros. Diz o professor Heller: “Caberá aos emergentes liderar a transição para uma nova ordem mundial, em que ser sustentável dará uma tremenda vantagem competitiva”.

Argumenta Keller, discurso que Marina gune nos comícios e conferêncas nababescamente pagas: “Antes de mais nada, é preciso formar um consenso verdadeiro em torno da ideia de que não se pode mais subestimar o valor de uma política ambiental séria e consequente – se não por convicção, pelo menos por pragmatismo. Essa premissa deixou de ser uma afirmação típica de ambientalistas românticos há muito tempo”.

Acrescenta Keller: “A interdependência entre economia e meio ambiente atingiu seu ápice. Prova disso é que o preço das commodities e da energia está em alta e deve continuar assim indefinidamente. O progresso, daqui por diante, depende de usarmos os recursos naturais da forma mais eficiente e produtiva possível. Parece óbvio que, na próxima etapa do desenvolvimento humano, ser verde será cada vez mais uma tremenda vantagem competitiva. Ainda assim, os governantes relutam em encarar a questão ambiental como aspecto fundamental da agenda econômica”.

O discurso encoberto de defesa do verde é uma Amazônia separada do Brasil, internacionalizada como pulmão do mundo, e propriedade do Tio Sam, como aparece em mapas dos Estados Unidos.

Outra campanha de Soros é a guerra de Israel contra a Palestina, terra dos antigos filisteus.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s