Justiça safona

Solto de novo

Essa a vida desses safados. São presos e soltos. Não demoram na cadeia. No Brasil não tem justiça. O crime compensa. E quanto mais rico o bandido, mais difícil ser preso ou ficar mais de três dias detido em um presídio especial, com todo luxo e toda proteção dos advogados de porta de palácio, de banca blindada, enriquecida com o dinheiro do crime.

O empresário do setor de hortifrutigranjeiro Júlio Uemura foi preso novamente ontem, por ordem da Justiça do Espírito Santo. Ele é acusado pelo Ministério Público daquele Estado de estelionato, receptação qualificada, formação de quadrilha, crime contra a ordem econômica e lavagem de dinheiro