Sandra Santos

Sandra Santos
Sandra Santos

“Líquidos mudam de forma muito rapidamente, sob a menor pressão. Na verdade, são incapazes de manter a mesma forma por muito tempo. No atual estágio “líquido” da modernidade, os líquidos são deliberadamente impedidos de se solidificarem. A temperatura elevada — ou seja, o impulso de transgredir, de substituir, de acelerar a circulação de mercadorias rentáveis — não dá ao fluxo uma oportunidade de abrandar, nem o tempo necessário para condensar e solidificar-se em formas estáveis, com uma maior expectativa de vida.” Zygmunt Bauman

não há mais tempo
para o poema
não há mais tempo
para o amigo

para o abrigo
para o antigo
para o início
seguimos

queimando etapas
queimando matas
queimando tantos
queimando outros
restando
sós
restando
ocos

( SS 2004)

Sandra Santos gravando poemas com Laís Chaffe (veste a camiseta do seu Cidade Poema) e Alexandre Brito
Sandra Santos gravando poemas com Laís Chaffe (veste a camiseta do seu Cidade Poema) e Alexandre Brito

Quero um barco meio mar
Um porto meio lar
Um corpo feito pra se amar
Crua e sem semente
Mente me confunde
Funde a minha e a tua neste instante
Um primeiro passo
Dum segundo passo
Dum terceiro passo..

Sandra Santos

cor-
ação
mar-
tela

100 poetas contemporâneos

A Exposição Código Coletivo – Cem Poetas Contemporâneos, da Curadoria de Sandra Santos, ocupou duas salas de vídeo do Memorial do Rio Grande do Sul, durante a 57 Feira do Livro de Porto Alegre.

Uma experiência poética em QR CODE, tipo de matrix barcode ou codigo bidimensional (use o leitor de QR CODE para visualisar os poemas no seu celular)

Sandrade Santos2

100 poetas contemporâneos

Ademir Antonio Bacca – Ademir Assunção – Ademir Demarchi – Alberto Al-Chaer Alexandre Brito – Allan Vidigal – Alma Welt – Alvaro Posselt – Ana Melo – Andrea del Fuego -Andreia Laimer – Antonio Carlos Secchin – Armindo Trevisan – Astier Basilio – Augusto Bier – Barbara Lia – Barreto Poeta – Carlos Seabra – Celso Santana – Claudio Daniel – Cristina Desouza – Cristina Macedo – Diego Grando – Diego Petrarca – Dilan Camargo – E. M. De Melo e Castro – Edson Cruz – Eduardo Tornaghi – Elson Fróes – Estrela Ruiz Leminski – Fabio Bruggmann – Fabio Godoh – Fabricio Carpinejar –Floriano Martins – Frank Jorge – Frederico Barbosa – Gilberto Wallace Battilana – Glauco Mattoso – Gustavo Dourado – Hugo Pontes – Igor Fagundes – Isabel Alamar – Jacqeline Aisenman – Jiddu Saldanha – José Aloise Bahia – José Antônio Silva – José Inácio Vieira de Melo – Neres José Geraldo – Juliana Meira – Jurema Barreto de Sousa – Laís Chaffe – Lau Siqueira – Leo Lobos – Leonardo Brasiliense – Liana Timm – Lucia Santos – Luis Luís Serguilha – Luis Turiba – Luiz de Miranda – Mano Melo – Marcelo Ariel – Marcelo Moraes Caetano – Marcelo Soriano – Marcelo Spalding –Marcilio Medeirosi – Marco Celso Ruffel Viola – Mario Pirata – Marko Andrade – Muryel de Zoppa – Nei Duclós – Nicolas Behr – Nydia Bonetti -Orlando Bona Fº – Paco Cac – Paula Taitelbaum – Paulo de Toledo – Paulo Henrique Frias – Paulo Prates Jr – Pedro Stiehl – Regina Mello – Renato de Mattos Motta – Ricardo Mainieri – Ricardo Portugal – Ricardo Pozzo –Ricardo Silvestrin – Rodrigo Garcia Lopes – Rogerio Santos – Romério Rômulo Campos Valadares -Ronaldo Werneck – Sandra Santos – Sidnei Schneider – Silas Correa Leite – Susanna Busato – Talis Andrade – Tchello de Barros -Telma Scherer – Túlio Henrique Pereira Valéria Tarelho – Wasil Sacharuk Wender Montenegro – Wilmar Silva — em Memorial do Rio Grande do Sul

A versão de 2011: