Rock in Rio Lisboa. A língua portuguesa na economia mundial

O economês não fala a língua do fado. Nem a língua do samba. Fala a língua do Império. A língua do rock.

O Império jamais cantou fado na língua do rock.

Ou samba. Inventaram até uma bossa nova para isso.

Coisa de colonizado: Tem quem cante rock no português de Portugal.

E no português do Brasil. Na esperança, que nunca morre, de um dia ser conhecido internacionalmente.

O Império nunca entendeu: Rock é para ser cantado, fica melhor de ouvir e mais bonito, em português, nao importa o sotaque.

Veja o mapa 

Rock in Rio Lisboa. Em-fado do fado

UM PORTUGAL NOVO SEM CRISE E VELHARIAS DO EN-FADO DO FADO
UM PORTUGAL NOVO SEM CRISE E VELHARIAS DO EN-FADO DO FADO

 

 

Jornal de Notícias publica: Portugal foi afastado da final do festival da canção Eurovisão 2012, ao não ter ultrapassado a segunda semi-final do evento, que escolheu 10 canções. Os candidatos apurados nesta semi-final foram os representantes da Suécia, Sérvia, Ucrânia, Noruega, Estónia, Malta, Macedónia, Turquia, Bósnia-Herzegovina e Lituânia.A agência Efe destaca entre os participantes que não foram escolhidos a portuguesa Filipa Sousa e o seu “belo fado”. O resultado não podia ser diferente. Quem manda transformar Lisboa num in Rock Rio.

O Sol destaca: A comunidade portuguesa de Nova Iorque vai celebrar a 17 de Junho a segunda edição do Dia de Portugal, com uma corrida no ‘pulmão’ da cidade, Central Park, e uma mostra de cultura portuguesa, desde o Fado à bica. Isso na terra do rock. Em Lisboa, no Rock in Rio o en-fado do fado.