O Rio de Janeiro de Mariana Albanese

Mariana Albanese

 

Verão… Ai, o Verão… Abro a torneira e canto:

Rio de Janeiro
Cidade que nos seduz
De dia falta água
De noite falta luz.

Abro o chuveiro
Não cai nem um pingo
Desde segunda
Até domingo.

Eu vou pro mato
Ai! pro mato eu vou
Vou buscar um vagalume
Pra dar luz ao meu chatô.