Judiciário. Greve das Marias Candelária e marajás

Os servidores públicos da justiça estão em greve. A cúpula já recebe acima do teto salarial.

Na justiça eleitoral, não sei o que se faz nos anos ímpares, sem eleições.

Na justiça do trabalho, o veto a todas as greves.

A justiça federal é lenta e tarda.

É uma greve que não prejudica os sem teto, os sem terra, os sem nada.

Deviam não pagar as horas paradas desses paredistas regiamente remunerados. Nos dias de greve e sem greve.