Polícia do governador Sérgio Cabral prende e espanca manifestantes contra a privatização do Maracanã

Cerca de 400 pessoas fizeram um protesto durante a partida de futebol que marcou a reabertura do estádio jornalista Mário Filho, o Maracanã, no Rio de Janeiro. Os manifestantes se mobilizaram contra a privatização do tradicional complexo esportivo e os demais impactos dos megaeventos na vida do povo pobre, como a militarização de favelas e a remoção arbitrária de bairros pobres. Participaram do ato, alunos e parentes de alunos da Escola Friedenreich, indígenas da Aldeia Maracanã, atletas e parentes de atletas que treinavam no Estádio de Atletismo Célio de Barros e no Parque Aquático Júlio Delamare, além de diversas pessoas atingidas pelas megaconstruções promovidas pelo gerenciamento Dilma/Cabral/Paes.

Em um determinado momento da manifestação, sem nenhum motivo visível, PMs começaram a jogar bombas indiscriminadamente contra as pessoas que participavam do ato. Entre elas estavam mulheres e várias crianças que estudam no Colégio Municipal Friedenreich. A escola é parte do Complexo Maracanã e ficou entre as dez melhores escolas públicas do Estado do 1° ao 5° ano de ensino, segundo as notas do Ideb (Instituto de Desevolvimento da Educação Básica) de 2011.

Depois de dar uma demonstração da crescente violência do Estado contra os movimentos sociais, PMs prenderam vários manifestantes. Até mesmo um de nossos jornalistas permaneceu por vinte minutos detido acusado de “ser manifestante”, apesar de estar identificado e com o seu equipamento na mão. Os presos foram levados para a 18ª DP e liberados depois de prestarem depoimento. Eles responderão pelos crimes de agressão e desacato a autoridade (Jornal A Nova Democracia)

Prédios nas alturas esconderão o Maracanã & maracangalhas

Excelente furo do jornal O Dia:

Recém-reformado, o Maracanã será parcialmente encoberto por dois edifícios-garagem que ocuparão os lugares do Estádio Célio de Barros e do Parque Aquático Julio Delamare. A perspectiva consta de vídeo feito pela IMX, empresa de Eike Batista autora do projeto de privatização da administração do complexo.

Os estádios de atletismo e de natação têm altura máxima de 15 metros, os novos prédios poderão chegar a 22 metros, cerca de sete andares: um deles será mais alto, pois terá um heliponto no teto. No vídeo, os edifícios são mostrados com apenas quatro andares. O Maracanã tem 32 metros de altura.

Maracanã ficará encoberto por edifícios de 22 andares. Escondido mesmo é o jetinho de Eike ser dono do antigo
Maracanã ficará encoberto por arranha-céus. Escondido mesmo é o jetinho de Eike Batista ser dono do antigo Museu do Índio, da Escola Municipal Friedenreich – a terceira melhor do Rio de Janeiro -, do Estádio Célio de Barros, do Parque Aquático Julio Delamare e outros prédios que rodeiam o estádio construído para a Copa do Mundo de 1950, que já passou por várias reformas, consumindo milhões e, agora, bilhões, do sofrido povo brasileiro

Concessionária fará projetos

O edital de privatização prevê ainda a construção do de um Museu do Futebol no terreno do estádio. Pela proposta, haverá também centro comercial no térreo dos edifícios-garagem.

Os projetos das edificações serão elaborados pela concessionária que vencer a licitação do Maracanã. Mas a altura máxima e as áreas dos dois edifícios-garagem — que terão, pelo menos, duas mil vagas — estão definidas no edital.

Segundo uma Nota de Esclarecimentos do governo estadual, os prédios não poderão ocupar espaço superior ao estabelecido. Ilustração do documento mostra que as construções terão comprimento superior ao das arquibancadas do Célio de Barros e Julio Delamare.

Análise do Iphan

Os projetos dos edifícios-garagem e do Museu do Futebol terão que ser aprovados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pois estão no entorno delimitado do Maracanã, um bem tombado. O Célio de Barros e o Julio Delamare já existiam em 2000, quando houve o tombamento.

[Maracangalhas

Os prédios – que custaram uma fortuna aos governos da União, do Estado e do Município do Rio de Janeiro – quanto valem?

Quanto custam os terrenos dos prédios públicos e das moradias, incluindo demolições e despejos, que rodeavam o Maracanã?

Quantas praças e avenidas e ruas e árvores vão ser engolidas pelo mega projeto?

Maracanãzinho já era
MARACANÃZINHO JÁ ERA

Museu do Índio já era 1

MUSEU DO ÍNDIO JÁ ERA
MUSEU DO ÍNDIO JÁ ERA

escola já era

escola já era 22

ESCOLA MUNICIPAL JÁ ERA
ESCOLA MUNICIPAL FRIEDENREICH JÁ ERA

dudu paes cabral contra escola

Estádio Célio de Barros já era 1

estádio 1

estádio celio 3

estádio já era

ESTÁDIO CÉLIO DE BARROS JÁ ERA
ESTÁDIO CÉLIO DE BARROS JÁ ERA

Parque Aquatico já era ll

Parque Aquático Júlio Delamare já era 1

PARQUE AQUÁTICO JÚLIO DELAMARE JÁ ERA
PARQUE AQUÁTICO JÚLIO DELAMARE JÁ ERA

Você acha que Eike Batista está nesta Maracanã cangalha sozinho?
Sérgio Cabral quando brigava pelos royalties do petróleo ameaçava: “Sem royalties não tem Copa”. Aí está uma partizinha do dinheiro.
Dinheiro de Eike só se for emprestado pelo BNDES.

Eu vou prá Maracangalha
Eu vou!
Eu vou de liforme branco
Eu vou!
Eu vou de chapeu de palha
Eu vou!
Eu vou convidar Anália
Eu vou!
Se Anália não quiser ir
Eu vou só!
Eu vou só!
Eu vou só!
Se Anália não quiser ir
Eu vou só!
Eu vou só!
Eu vou só sem Anália
Mas eu vou!…

Eu vou só!…

Você acha que Eike está nessa sozinho?

já era não as privatizações e demolições

Cante Marangalha de Dorival Caymmi

Uma pedra no caminho da privatização do Maracanã

O Governo do Estado do Rio sofre duas derrotas iniciais na briga com os titulares de cadeiras perpétuas e cativas do Maracanã, que até o dia 10 de maio enfrentam um processo de recadastramento das cadeiras do estádio. As 3ª e 7ª Varas de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio deferiram liminares obrigando o Governo do Estado a aceitar a presença dos titulares das cadeiras, inclusive em eventos da FIFA como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.

O advogado que ajuizou os dois processos, Ricardo Kutwak, comemorou a atuação dos juízes Alexandre De Carvalho Mesquita, da 3ª, e Eduardo Antonio Klausner, da 7ª Vara de Fazenda Pública:

“Vejo essas decisões com muito bons olhos, porque demonstram que a Justiça tem reconhecido a clara afronta ao direito dos titulares das cadeiras perpétuas por parte do Estado”, analisou.

Conheça a cadeirada do governador Sérgio Cabral, para entregar de graça o Maracanã, aqui 

O Ministério Público tem que denunciar o chefe da Casa Civil, e lógico, Sergio Cabral [As safadezas rolam no tapete verde do Maracanã]

por Helio Fernandes

 

images

O chefe da Casa Civil de Sergio Cabral (naturalmente com autorização dele) afirmou publicamente: “Estamos entregando todo o estádio do Maracanã (que chama de Mário Filho, denominação oficial, mostra que sabe o que está falando) para utilização pela Fifa”.

Confissão pública pela qual deve ser responsabilizado pelo Ministério Público. Entregou TODO o Maracanã à Fifa, embora o Estado seja proprietário de apenas 94 por cento do Estádio.

E os outros 6 por cento? São propriedade de 5 mil cidadãos, que agora são contabilizados como 4 mil e 968. Ninguém deu procuração ao chefe da Casa Civil para representá-los.

Esse senhor Firchtner é advogado militante, seguindo o pai, que é muito mais conhecido do que gostaria. Esses 5 mil iam sendo prejudicados quando Sinatra veio ao Brasil, fez show no Maracanã. No Panamericano, tiveram seus direitos surripiados. Cesar Maia era o prefeito, o que fazer?

O Ministério Público tem que cumprir seu dever, restabelecer os direitos individuais, denunciar o governador Cabral e o chefe da Casa Civil. Confissão pública deles, que serve de prova para o Ministério Público: entregou ou entregaram à Fifa uma propriedade que não pertencia ao governo ou ao Estado do Rio.

E mais: o chefe da Casa Civil mentiu: “As pessoas compraram as cadeiras do Maracanã SÓ PARA VER a Copa de 50”. Como é que ele sabe?

PS – Por que se chamavam e se chamam de PERPÉTUAS ou CADEIRAS CATIVAS?

PS2 – Como escreveu ontem o jornalista Ricardo Noblat: “Autoridade que MENTE tem que se demitir ou ser demitido”. Ora, Noblat, não vai acontecer nada. Tua matéria é verdadeira, mas em se tratando de Brasil, é ficção.


PS – Depois de 27 anos como presidente poderoso da Conmebol, Nicolás Leoz ficou com a saúde péssima de um dia para outro. Como por coincidência, pura coincidência, estava sendo investigado pela Fifa, preferiu cuidar da saúde e abandonar os cargos.

PS2 – Os cargos ultrapassavam os ares da América Latina. Leoz tinha a mesma “identidade” executiva de Ricardo Teixeira, pertencia ao mais alto órgão (gangue) do ex da CBF. Mora em Boca Raton, riquíssimo. (Injustiça não aparecer entre 100 da lista financeira da Forbes).

PS3 – Blatter é ético e elegante. Mandou avisar ao seu amigo da Conmebol que o inquérito da ISL terminara, não podia livrá-lo da expulsão, “a não ser que você peça demissão”.

PS4 – Leoz agradeceu, telefonou para Marin (servidor da ditadura e subserviente da CBF), e para Del Nero, que “herdou” a vaga de Teixeira na Fifa. Os dois pegaram o primeiro avião, foram “chorar” junto com Leoz. Del Nero, antes de viajar, telefonou para Blatter: “O presidente da Conmebol vai renunciar, quer que eu esteja lá. Algum problema?”

PS5 – Blatter disse que não, “é até melhor, ficamos sabendo de tudo, sem intermediários”. Que maravilha viver.

PS6 – Na operação que destruiu Dona Rosemary (chefe do Gabinete da Presidência da República em São Paulo, os policiais invadiram a casa de Del Nero, levaram seu computador. Ele explicou correndo: “Tenho uma namorada, desconfiava dela, mandei um detetive segui-la”. Se livrou.

Ps7 – Del Nero quer ser presidente da CBF, agora ou em 2015. Tirar Teixeira para colocar Marin, jogar ao mar esse Marin para Del Nero sair navegando em alto mar, querem tripudiar com todo o povo brasileiro.

PS8 – O Maracanã será reaberto hoje, de forma medíocre, com um jogo (?) entre “amigos” de Bebeto e “amigos” de Ronaldo. Devia recomeçar com um espetáculo verdadeiro, num jogo entre um grande time da Europa e outro do Brasil.

PS9 – Mas examinando bem, essa denominação de “amigos” domina a nova fase do Maracanã. Custou mais de um bilhão, boa parte para AMIGOS. Será entregue a Eike Batista, que executou o plano do leilão da administração, ganhou, é um grande AMIGO.

PS10 – Quem são esses AMIGOS de Bebeto e de Ronaldo, quem vai pagar para vê-los? Na verdade, não é apenas o Maracanã, o Brasil está entregue a uma comunidade de AMIGOS.

Transcrevi trechos da Tribuna da Imprensa

Dilma empresta um bilhão para Eike Batista

Ou melhor contado o dinheiro: R$ 935 milhões. Isso para não ser aquela história da venda de produtos por R$ 99 reais. Ou R$ 999 reais.

Eis a história de Eike Batista de como ele pegou esta dinheirama do povo brasileiro: A MMX, empresa de mineração do Grupo EBX, concluiu junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a última etapa do processo de contratação da suplementação do financiamento de longo prazo para o Superporto Sudeste. O valor total da suplementação é de R$ 935 milhões aproximadamente com prazo final de 10 anos, a contar de janeiro de 2013 e já considerados os 12 meses de carência para pagamento de juros e principal.

Após carência, os pagamentos de juros e amortização de principal se darão mensalmente. A MMX estima [É MUITA ESTIMA] sacar a primeira parcela ao longo do segundo trimestre de 2013, depois de encerradas todas as etapas para formalização e constituição das garantias. Este desembolso permitirá à MMX o alongamento de parcela significativa de seu endividamento de curto prazo.

A contratação representa uma importante etapa do projeto do Superporto Sudeste, cujo início das operações está previsto para dezembro de 2013. A entrada em operação do Superporto Sudeste é foco prioritário da diretoria da MMX. O acesso de longo prazo a uma infraestrutura adequada para exportação permitirá à MMX participar do mercado transoceânico de minério de ferro, obtendo melhores margens e trazendo mais robustez para sua estrutura de capital.

MMX

A companhia de minério de ferro do grupo EBX, do empresário Eike Batista, foi criada em 2005. Com dois sistemas em operação – Sistema Sudeste, em Minas Gerais, e Sistema Corumbá, no Mato Grosso do Sul – a MMX tem capacidade instalada para produzir 10,8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. A MMX também está presente no Rio de Janeiro, com o Superporto Sudeste, que está sendo construído na Baia de Sepetiba. A companhia possui também direitos de extração de minério de ferro em Bom Sucesso (MG). A meta da companhia é ampliar a capacidade instalada da Unidade Serra Azul (MG) para 29 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

TEM DINHEIRO PARA A CASA PRÓPRIA
NAS MESMAS CONDIÇÕES EIKEANAS?
Sem teto
Sem teto
Quem paga aluguel de moradia é sem teto. Que prazo oferece o governo de Dilma (vem para Caixa você também) para um velho (quem tem 60 anos), um idoso (quem tem 65 anos), um ancião (quem tem mais de 70 anos)?
X
Ter o pé no Maracanã não é a mesma coisa que ter o pé na cova. O prazo de pagamento de um empréstimo nunca será de dez anos. Se fôr, o seguro fica lá em cima. Lá nas alturas. No céu, para onde vão os pobres de espírito, os que choram, os mansos, os que tem fome e sede de Justiça, os misericordiosos, os puros de coração, os pacificadores, os que sofrem perseguição por causa da Justiça.
XX
Os juros nunca serão os juros pagos por Eike Batista. Os juros para Eike são bem-aventuranças, ou bens aventurados.
x xo xoriso
CONCORRÊNCIA DE CARTA MARCADA: EIKE
COMPRA O MARACANÃ PARA O CACHORRO
mister x

Eike Batista já revelou os planos que tem para o Maracanã. Após liderar o consórcio (com sócios ocultos) que arrendou o complexo esportivo por 35 anos, o empresário pretende transformá-lo em uma extensão de seu quintal. O motivo? Trazer mais conforto a seu cão, o pastor alemão Eric.

“Ele (o cachorro) estava enjoado de se exercitar na nossa mansão. Também não gostava de andar no calçadão, pois o sol pega forte para um autêntico alemão; ele tem passaporte e tudo. No Maraca, tem um bom espaço para se exercitar. Aí, quando precisar dele em alguma reunião, mando um helicóptero pousar direto lá, não tem erro”, comentou o bilionário. Confira

 

 

O carioca bobalhão vai permitir que o Parque Aquático Júlio Delamare seja demolido e o terreno doado para construir um estacionamento?

delamare-odebrecht

Oi Sérgio Cabral, o compassivo! Oi Eike Batista, do olho grande e a bundinha de ouro! É verdade que  os equipamentos esportivos, sociais e culturais do entorno do Maracanã estão sendo destruídos para a Copa do Mundo?

Há pelo menos dois projetos oficiais de reforma do Maracanã já divulgados – um pela Odebrecht, contratada pelo governo do Estado para reformar o estádio; e outro pela Prefeitura do Rio, responsável pelas obras do entorno – que preservam o Parque Aquático Júlio Delamare (imagem).

As demolições aparecem como uma demanda da empresa de Eike Batista, a IMX, quando é divulgada a intenção de se privatizar o estádio.

Não podemos aceitar e naturalizar as demolições de espaços públicos que servem à população para repassar a empresas privadas!

No fim da reportagem que o Sportv divulgou há dois dias (veja acima) o governo do Estado diz não saber se o parque aquático vai virar um estacionamento, essa seria uma decisão da concessionária!

Prejudicar milhares de pessoas entre atletas, idosos, deficientes físicos e crianças, e nem ao menos saber porquê, É INACEITÁVEL!

Não se trata de esporte olímpico x futebol, Olimpíadas x Copa do Mundo, como querem dar a entender. Trata-se de esporte brasileiro x ganância privada!

Acorda Rio de Janeiro!

Promove um grande ato de rua contra a privatização do Maracanã!

Eta povo inerte.

Vai pra rua que O MARACA É NOSSO! Clique

Reforma do Maracanã: “Já está em R$ 1 bilhão e daqui a pouco vai chegar no segundo bi”

Romário ataca Marin, CBF e Fifa. É um gol atrás do outro.

Ana Carla Gomes e Vitor Machado (O Dia)

Romário e Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog, morto pelo regime militar, entregaram, na sede da CBF, a petição “Fora Marin!”. O suposto envolvimento do presidente da entidade é só um dos muitos pontos atacados pelodeputado federal em entrevista ao ‘Ataque’. Refinado com a bola nos pés quando jogador, o ex-atacante entra de sola nos gastos com estádios para a Copa de 2014 e afirma que a reforma do Maracanã é “um assalto aos cofres públicos”. Herói do tetra em 1994, o Baixinho garante que a Seleção não teria chance de título se o Mundial fosse hoje.

 A CPI está na fila…

Qual a sua opinião sobre a reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014?

Romário: Essa reforma é um assalto aos cofres públicos. Os responsáveis, na verdade, se for fazer uma auditoria, vão ter que ir presos. É sacanagem o que estão fazendo com o dinheiro público e o Maracanã. Não precisava ter gasto metade do que se gastou. E o pior não é isso. Já está em R$ 1 bilhão e daqui a pouco vai chegar no segundo bi. Vai ser pior, porque vão dizer que essa obra era para a Copa das Confederações e vão recomeçar para a Copa do Mundo.

Por ter mantido a atitude contestadora da época de jogador, você sente que incomoda?

Incomodo principalmente aqueles que não têm uma postura correta. Quando a gente fala do Maracanã, os caras que estão metendo a mão no nosso dinheiro, ao lerem essa entrevista, com certeza vão ficar incomodados. Mas fazer o quê? Eu, quando não podia falar, já falava. Hoje que eu posso, continuo falando. Não vou mudar a minha personalidade. Caráter você só tem um. Se fui colocado lá em Brasília por 450 mil pessoas, foi para representar essa galera. Se incomodo, f…, não posso fazer nada.

Sobre os preparativos para a Copa do Mundo, qual é a sua avaliação?

Está havendo um gasto desnecessário nos estádios. A previsão era de gastar R$ 2,5 bilhões e, a um ano e pouco para a Copa, já chegaram a R$ 7,7 bilhões. Um dinheiro jogado fora. Quatro estádios não terão vida em relação ao futebol: Natal, Mato Grosso, Brasília e Manaus. Pode ter certeza que pouquíssimas vezes haverá jogos para encher esses estádios. Esperamos que eles possam colocar isso na mão de uma empresa, iniciativa privada, para que possam dar lucro. Para os outros oito estádios há grandes competições e times no estado que são suficientes para enchê-los. Mas são gastos que se colocados na saúde e principalmente na educação seriam muito mais eficientes para o País. O Brasil está deixando (de lado) coisas mais importantes. Isso é muito ruim.

E a CPI da CBF? Você protocolou no final de 2012 o pedido na Câmara…

Já coletei as assinaturas. Ela está numa fila. E na verdade essa CPI não tem a ver só com os gastos. Tem a ver com o histórico da CBF nos últimos dez anos. Do presidente anterior (Ricardo Teixeira) e do atual (José Maria Marin). A cada dia a gente vê as notícias, gravações de que o cara (Marin) é uma pessoa que está longe de ser o (o que se espera de um) presidente de uma entidade como a CBF. Infelizmente a gente está por enquanto aturando isso aí. Creio que já passou do tempo de haver uma intervenção por parte do Ministério Público, do Governo Federal, da Polícia Federal na CBF porque está cada vez pior.

Como está a CBF sob o comando de Marin e do vice Marco Polo del Nero?

A CBF, hoje, quem comanda é um cartel. Eles estão enriquecendo ilicitamente. Não com dinheiro público, mas com dinheiro que não é de direito deles. E nada acontece. As autoridades que são competentes não tomam uma iniciativa, uma decisão. Estão roubando a torto e a direito, e é isso, o futebol do Brasil sendo desrespeitado, desqualificado. Todo mundo diz que a CBF é uma empresa privada. Até é. Mas deixa de pagar os impostos, usa nosso hino, nossas cores, nossa bandeira, nossos jogadores, e os caras aí, fazendo tramoia, trapaça, sacanagem, roubo, tudo com o nome da CBF e do futebol brasileiro. Inclusive não só a CBF como o COL também, né? E vamos ver até quando essa desmoralização vai no nosso futebol. Um cara (Marin) que participou da ditadura, que segundo algumas denúncias, matérias que a gente lê, pode até ter participado direta ou indiretamente de alguns assassinatos. Como pode ele sentar ao lado da nossa presidenta (Dilma Roussef), que montou a comissão da verdade, sofreu na ditadura e foi contra tudo isso que o cara fez lá atrás, numa competição como a Copa das Confederações ou a Copa do Mundo? Para o País não é positivo.

Ir à Fifa é uma solução?

A Fifa é outra instituição corrupta. Ela vem arrumar R$ 2 bilhões, R$ 3 bilhões e vai embora, não vai deixar legado algum. Vai levar o nosso dinheiro e está tudo certo. A Fifa, o COL, a CBF, meu irmão, só vai mudar o nome dos que comandam. As atitudes são as mesmas.

O Brasil tem time para ganhar a Copa?

Hoje o Brasil não tem time para ganhar nada. Mas tem tempo. Futebol, em um ano você pode mudar muita coisa. Principalmente porque as pessoas respeitam a comissão técnica nova, os jogadores veem que são os dois últimos campeões do mundo. Eu acredito que Parreira e Felipão possam ajudar a Seleção. Empatar com a Itália, que é uma das grandes seleções, em se tratando do momento do futebol do Brasil, foi bastante positivo. Mas ainda há muito a se fazer. Se fosse hoje, o Brasil com certeza não teria condição de ganhar. Mas não é hoje. Ainda bem.

O Neymar pode ser em 2014 o Romário de 1994?

O Neymar pode ajudar o Brasil a ser campeão, mas fazer o que o Romário fez em 1994, eu acho que é distante, difícil. É o que o Pelé fez nas suas Copas, o que o Maradona fez na Copa que a Argentina foi bicampeã mundial…

 

POR QUE ENTREGAR O MARACANÃ A EIKE BATISTA?

por Hélio Fernandes

Museu do Índio
Museu do Índio
Escola Municipal Friedenreich, o terceiro melhor educandário do Rio de Janeiro
Escola Municipal Friedenreich, o terceiro melhor educandário do Rio de Janeiro

estadio célio de barros

Estádio Célio de Barros e o Maracanã
Estádio Célio de Barros e o Maracanã

parque aquático

Parque Aquático Júlio Delamare e o Maracanã
Parque Aquático Júlio Delamare e o Maracanã

Depois de duas reformas quase seguidas, de 400 milhões cada uma, o estádio símbolo do Rio está terminando, cada vez mais lentamente. E isso ao custo de quase 1 bilhão de reais. E já preparam, às escondidas, a entrega imediata de tudo ao bilionário aventureiro.

Fluminense e Flamengo já fizeram acordo para administrar, em conjunto, aquele que já foi o maior estádio do mundo. Encontram dificuldades, a proteção a Eike é total.

Deveríamos seguir a fórmula de Milão. Há mais de 50 anos a Prefeitura construiu o estádio, entregou aos dois grandes clubes da cidade, Inter e Milan. A prefeitura fiscaliza de longe, nunca houve problema.

[Nunca se viu nada igual. Vão demolir um Museu, uma Escola, um Estádio, um Parque Aquático para Eike Batista construir um shopping e um estacionamento. Esqueça os prédios, cujo valor histórico não tem preço. Quanto vale todos os terrenos dos prédios citados, doados por Sérgio Cabral? Quanto os diferentes governos, desde o presidente Dutra, já investiram no Maracanã?]

Em 2010, era anunciado que Eike Batista “levou 20 anos para construir um patrimônio de 500 milhões”. De 2010 para 2013, em apenas três anos, o milagre de uma multiplicação que tornou o “rei do RIo” um dos dez maiores fortunas do mundo

Escreve Ricardo Gama:

ESTRANHO – Eike Batista multiplicou a sua fortuna em dezenas de vezes no governo do Sérgio Cabral

.

Pare e pense por favor.Sérgio Cabral é (des) governador do Rio há quase 4 anos.

Agora vejam essa matéria publicada na revista Isto é, abaixo transcrevo uma parte:

“EXPLORANDO MINAS DE OURO, EIKE BATISTA levou vinte anos para construir um patrimônio de US$ 500 milhões. Nos últimos cinco, porém, ele multiplicou sua fortuna por treze.”

Ou seja, nos últimos cinco anos, Eike Batista multiplicou a sua fortuna por treze, sendo que destes 5 anos, quase 4 anos foi com o Sr. Sérgio Cabral no (des) governo, e na referida matéria, mostra o Eike Batista fazendo negócios com o governo do Rio.

Clique na imagem para AMPLIAR.

Hoje o jornal Extra (abaixo), traz uma interessante nota, o desgovernador Sérgio Cabral irá reformar a residência do governo do Rio na Ilha do Brocoió, somente por que Eike Batista “deve” explorar o lugar.Em outras palavras, se a residência do Governador do Rio for reformada na Ilha Brocoió, automaticamente o brilho voltará para a Ilha, com a presença do (des) governador e personalidades, o local irá com certeza valorizar e muito.

Será que o Sr. Eike Batista já comprou algo por lá, e está esperando uma “certa” valorização ?

Deu no jornal Extra, coluna Berenice Seara.

No dia 13 de abril de 2010, ou seja, há 15 dias atrás, o empresário Eike Batista literalmente fez um negócio da “china”, e novamente com a “presença” (ajuda) do (des) governador Sérgio Cabral, conforme se comprova com a matéria do jornal Estado on line.
Na entrega do Prêmio Comunicação 2007, da Associação Brasileira de Propaganda, no Copacabana Palace, Rio, Eike Batista recebeu o troféu Personalidade do ano de 2007 das mãos do próprio (des) governador Sérgio Cabral.Eike Batista em seu discurso, confirmou a forte relação que tem com Sérgio Cabral, ao dizer:

“Vou terminar porque outro dia o governador Cabral me chamou de Eike ‘Fidel Castro’ Batista”.

Bem agora, se me perimitem a redundancia, voltarei ao que foi publicado pela Revista Isto é Dinheiro lá em cima.“EXPLORANDO MINAS DE OURO, EIKE BATISTA levou vinte anos para construir um patrimônio de US$ 500 milhões. Nos últimos cinco, porém, ele multiplicou sua fortuna por treze.”

Bem, nos últimos 5 anos Eike Batista fez o milagre da multiplicação de sua fortuna, multipicou por treze (isso até ano passado), salvo engano, já está entre os 10 homens mais ricos do mundo, de acordo com a Revista Forbes.

Claro que o empresário Eike Batista tem os seus méritos, mas convenhanmos, o cara desde que Sérgio Cabral assumiu o (des) governo está multiplicando a sua fortuna geometricamente, e todos os grandes negócios celebrados pelo empresário tem as mãos, presença, e a ajuda do (des) governador Sérgio Cabral, será isso normal ?

E o jantar organizado por Sérgio Cabral para a Madonna na casa do Eike Batista, onde o Sr. Eike “doou” 7 milhões de reais de uma tacada só, a repercussão desse jantar foi internacional, a imagem do Eike Batista foi projetada mundialmente como um “empresário bonzinho”, vocês tem noção do que vale isso no mundo dos negócios ?

Com certeza, muitas portas se abrirão para o empresário Eike Batista depois deste jantar com a Madonna, e os 7 milhões de reais “doados”, voltarão multiplicados por 100 no mínimo.

Caros leitores deste blog, só não vê quem não quer, o desgovernador Sérgio Cabral está trabalhando DISCARADAMENTE para o empresário Eike Batista, Cabral colocou toda a estrutura do governo do Rio de Janeiro a disposição do empresário.

O empresário Eike Batista está ganhando bilhões e bilhões, e o (des) governador Sérgio Cabral o que está ganhando ?

Bem a resposta desta pergunta eu sei, e não vou dizer aqui no blog.

Mas acho que seria muito bom o Ministério Público Estadual e Federal, Polícia Federal, Deputados Estaduais da ALERJ, e demais autoridades, analisarem e levantarem todos os contratos celebrados pelo Sr. Eike Batista durante o (des) governo do Sérgio Cabral, que com certeza, encontrarão muita coisa estranha !

Pode isso, um governador ajudar um empresário a ganhar bilhões ?

Por fim, mais uma vez se confirma aquela máxima deste (des) governo, “no Rio de Janeiro hoje nada como ser amigo de Sérgio Cabral”!

Comparados ao pós-graduado Sergio Cabral, os candidatos Lindbergh e Garotinho ainda estão no jardim de infância em matéria de corrupção

Carlos Newton

Está eletrizante a disputa da sucessão no Estado do Rio de Janeiro. O governador Sergio Cabral, para defender o candidato peemedebista Luis Fernando Pezão, municiou a revista Época com material contra o petista Lindbergh Faria, denunciando que ele teria recebido propinas quando estava na prefeitura de Nova Iguaçu.

Cabral dança “na boquinha da garrafa”, em Paris

A acusação não representa novidade, pois é motivo de processo no Supremo Tribunal Federal, que Lindberh diz não temer. A grande surpresa nesse caso é ver dois políticos corruptos ao extremo, como o atual governador e seu vice (que poderiam até formar a dupla caipira “Mão Grande e Pezão”, como sugeriu o comentarista Darcy Leite, aqui na Tribuna), denunciando justamente por corrupção um adversário que ainda não foi nem julgado. E mesmo se fosse condenado, Lindbergh ainda precisaria roubar muito – mas muito, mesmo – para se igualar a eles.

Cabral “Mão Grande” é o chefe da quadrilha e Luis Fernando “Pezão” é o subchefe, até as paredes do Palácio Guanabara conhecem essa realidade. Outro grande destaque da gangue é o secretario de Saúde Sergio Cortes, que se tornou milionário de uma hora para outra, comprou uma cobertura triplex na Lagoa Rodrigo de Freitas, com cinco vagas na garage, em dinheiro vivo, não é para qualquer um. E se tornou vizinho de Cabral no luxuoso condomínio Portobello em Mangaratiba.

Cabral, menino de classe média baixa, criado no subúrbio de Cavalcanti, nunca trabalhou na iniciativa privada e ficou rapidamente milionário na política, graças ao envolvimento com empresários e fornecedores do governo, especialmente Fernando Cavendish, da construtora Delta, que durante algum tempo foi seu concunhado, quando Cabral largou a esposa para ficar com Fernanda Kfouri, que morreu no acidente de helicóptero na Bahia e era irmã de Jordana, mulher do empreiteiro.

Quem está gostando dessa briga é o deputado Anthony Garotinho, do PR, que também vai disputar a sucessão de Cabral. Perto da riqueza do atual governador, tanto Lindbergh como Garotinho são apenas aprendizes e estão no jardim de infância. Nenhum dos dois faz demonstrações ostensivas de enriquecimento ilícito. Quanto a Cabral, é um profissional consagrado e tem pós-graduação em corrupção, feita em Paris, é claro, com os colegas da famosa “Turma do Guardanapo”.

PESQUISA GNPP

Em quem você votaria para Governador do Estado do Rio se a eleição fosse hoje?

Garotinho 17,6% / Lindberg 17,4% / Cesar Maia 15,3% / Pezão 11,6% / Sirkis 2,3% / Branco+Nulo 19,7% / Não sabe 16,2%.