DA RESIGNAÇÃO

por Talis Andrade 

            

 

Narciso, por Hans Feibusch
Narciso, por Hans Feibusch

 

            Um cigarro

            depois do outro

            Uma mulher

            depois da outra

            Entre taças de vinho

            mil copos de chope

            fui desfiando a vida

            sem medo dos espias

            e dos mensageiros

            das notícias ruins

 

            Não faltarão juízes

            o cochicho dos delatores

            o testemunho invejoso

            – Irresponsavelmente desperdiçou

            fortuna e sinecura

            em bares e vaginas

 

            Os homens enterrem

            botijas de ouro

            As mulheres envelheçam

            longe de mim

 

            Que me arranjo sozinho 
 
 
 
 
 
  

 

Só acontece no Brasil: Bandido preso acredita no sigilo de um telefone celular. Que a polícia não faz escuta e as operadoras colaboram com o crime

Julian Assange aconselha: “O primeiro que se tem de fazer para se proteger é dizer: Bom, falarei sobre esse assunto pessoalmente“.

Diabo do povo bobo, cativo da Globo, acredita que  um preso, incomunicável, em uma prisão de segurança máxima, consiga ser um desconhecido chefe do PCB – Primeiro Comando do Brasil, e que mande suas ordens de guerra, por telefone celular, para todos os PCCs – Primeiro Comando da Capital, em  26 estados.

Pois é, o brasileiro tem que aceitar esse fantástico conto do vigário capelão das polícias militares.

BRA_ZH celular virou arma mortífera do PCB

Por esta manchete do Zero Hora, o projeto-chave para acabar com a violência é fácil na prática e custa pouco dinheiro: instalar bloqueadores de celular nos presídios.

Assim sendo, as operadoras são co-responsáveis pela onda de violência.

operadoras de celular

E a Anatel é conivente pois até lei existe.

BRA_JSC Claro. Complô golpista da Oi, da Tim e outras operadoras

REFLEXÕES MARGINAIS SOBRE ESCUTA TELEFÔNICA
tele
Os criminosos de colarinho (de) branco negociam pelo telefone, pela certeza da impunidade.
Para os presos pés-rapado, que receberam a pena máxima de 30 anos, não existe mais contagem de tempo…
No mais, telefonar não é crime. Leia sobre o direito dos presos ao contato com o mundo exterior por meio do telefone.
E para a polícia arbitrária isso é até bom, como meio de vigilância. Se não existisse a espionagem da escuta nem era preciso uma lei de sigilo telefônico.
escuta

A vida boa de policiais e advogados bandidos. Quem, verdadeiramente, manda nos presídios?

BRA^RJ_EX hotel de luxo para bandidos policiais

BRA_OPOVO advogados
Em um presídio de luxo e/ou especial nunca faltou telefone celular. Inclusive computador de mão. Toda parafernália de comunicação, hoje, pode ser alvo de rastreamento. Tanto que os serviços de informações estratégicas dos governos e as máfias internacionais preferem o contato pessoal.
Apenas no Brasil o celular é considerado a principal arma do PCB – Primeiro Comando do Brasil, para dominar todo o país.
Um filme de 2000, Mensageiro da Rainha, trata do tema:Terroristas internacionais ameaçam a paz mundial e interesses econômicos de vários países, o que coloca em prontidão todo o Serviço Secreto de sua majestade, a rainha Elizabeth.Imediatamente, o capitão Strong (Gary Daniels, de Cidade do Medo), das Forças Especiais, é enviado em uma missão perigosíssima como mensageiro : entregar importantes documentos ao embaixador inglês no Casaquistão.

Mas, os terroristas, liderados pelo chefe do PCC Bem Samm (Christoph Waltz), descobrem os planos e vão tentar impedi-lo usando seu exército de homens treinados para a morte.

Strong terá que enfrentar os terroristas para conseguir completar sua missão e entregar intactos os documentos enviados pela rainha. A qualquer custo!

273189

Trailer  em inglês