Ivete Sangalo cobra um cachê de 500 pratas, e vai cantar em Maceió, “capital do réveillon”, por R$ 2,2 milhões

Cap Macéio virada do ano novo 2014
ELBA RAMALHO: JANEIRO EM JABOATÃO
Jaboatão vai promover festa de rua na virada do ano. Com shows superfaturados, E outras mais  de 5  a 15 de janeiro. Depois vem o carnaval.
Haja dinheiro.
A safadeza é grande neste mercado corrupto de shows. Informa Marlus Costa:  Para o réveillon de Maceió, Ivete Sangalo “fechou contrato por nada mais, nada menos que R$ 2,2 milhões. Nada mau, hein?”
Bom demais para quem cobra cachê de 500 mil.
Fica explicado porque Maceió e a cidade do capital do réveillon.
Ivete, a mais cara
Ivete, a mais cara
Tudo pronto para a noite da virada em Maceió
por Géssika Costa
Está tudo pronto para a virada do ano em Maceió. O Corpo de Bombeiros aprovou os projetos referentes à queima de fogos da prefeitura, que haviam sido reprovados na última sexta-feira, e as visitas técnicas nos locais serão finalizadas hoje.

“A vistoria de todo o projeto é o ponto final da aprovação”, explica o tenente-coronel Paulo Marques, do Corpo de Bombeiros. Ainda segundo ele, os únicos pontos privados autorizados para a queima de fogos são as festas Celebration e Absoluto, que ocorrerão na orla marítima da capital.

Já quatro localidades de Maceió receberão a queima de fogos programada pelo Estado e pela prefeitura. Ao todo, serão destinadas 4,5 toneladas para o show pirotécnico da virada. A orla marítima terá a maior parte (Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca), com 3,8 toneladas, um total de 15 minutos de luzes no céu; o restante, 700 quilos, será destinado às demais localidades – Benedito Bentes, Jacintinho e Virgem dos Pobres.

Montagem da estrutura para a queima de 4,5 toneladas de fogos na capital alagoana foi finalizada. Foto AILTON CRUZ
Montagem da estrutura para a queima de 4,5 toneladas de fogos na capital alagoana foi finalizada. Foto AILTON CRUZ
Réveillon terá 667 PMs nas ruas
por Katherine Coutinho
Cerca de 30 mil pessoas são esperadas na orla marítima de Maceió na virada do ano. A estimativa é do Comando de Policiamento da Capital (CPC) que, com o término da Operação Padrão, destinará 667 homens para reforçar a cobertura das festas de réveillon. Esses policiais estarão a pé, motorizados e montados.

O efetivo normal, lotado nos batalhões, será mantido, e a Força Nacional deverá reforçar o contingente. “Para que houvesse esse apoio, todos os homens do administrativo, da Academia da Polícia Militar e das assessorias de órgãos públicos foram remanejados para dar apoio nas ruas”, contou o coronel Neyvaldo Amorim, subcomandante do CPC.

Os bairros Jacintinho, Benedito Bentes, Clima Bom, Ponta Verde e Ipioca, onde ocorrerão festas organizadas pela prefeitura e pelo Estado, receberão maior cobertura policial, para evitar que crimes ocorram e estraguem a festa de quem deseja entrar em 2014 com o pé direito.

Anitta deixa imprensa irritada ao privilegiar a Globo

Estrela – ao lado de Ivete Sangalo – do Réveillon de Maceió na noite desta terça-feira (31), Anitta resolveu privilegiar a TV Globo na cobertura do evento.

Só a emissora terá direito a uma entrevista longa com a cantora, que será exclusiva. O restante da imprensa – revistas, sites e jornais – não vão conversar com a dona do hit “Show das Poderosas”, o que deixou os profissionais pra lá de irritados. Os jornalistas só poderão fazer a cobertura do show. Nada de papo longo.

Anitta, que não é boba nem nada, quer virar a nova queridinha da Globo. Recentemente, a cantora participou do especial de Roberto Carlos, apareceu na “Retrospectiva 2013” e foi escolhida uma das apresentadoras do programa de verão “Sai do Chão”.

Para o show em Maceió, ela reservou um camarim gigante só para receber sua família. Todos os parentes estarão ao lado dela em Alagoas para saudar a chegada de 2014 (Tribuna/Maceió)

Também vai cantar Alinne Rosa, que a partir do início de 2014 já não estará mais com a banda Cheiro de Amor.

 

 

A alta sociedade Maceió principal cliente do tráfico de drogas. No Rio, São Paulo e Brasília, os favelados…

Ou a policia das cidades mais ricas procura nos lugares errados, e pega traficantes descamisados, ou Maceió é uma exceção.

A Polícia Civil de Alagoas prendeu hoje sete integrantes de uma quadrilha que atuava no tráfico de drogas e tinha atuação no mercado interno, interestadual e internacional.

Além das prisões, foram estouradas duas clínicas de fachada que atuavam em Maceió (como revendedora de produtos Herbalife) e em Arapiraca, na área de estética. “Na verdade, esses locais nada mais eram do que ponto de refino de drogas, sobretudo cocaína”, explicou a delegada Ana Luiza Nogueira.

Ela disse que grande parte das drogas que chegava em Maceió era revendida na alta sociedade local, sobretudo em shows musicais.

Rio Brazil

Tudo limpo
Tudo limpo
Sujou. !. 100 favelas dominadas pelos tafricantes e redutos de drogados
Sujou. !. 100 favelas dominadas pelos tafricantes e redutos de drogados

Por que a mentira de considerar São Paulo e Florianópolis as cidades mais violentas do Brasil? Ranking da selvageria no mundo

São Pedro de Sula, a cidade mais violenta do mundo
São Pedro Sula, a cidade mais violenta do mundo
Juárez, mundialmente conhecida pela violência contra as mulheres
Juárez, mundialmente conhecida pela violência contra as mulheres
Maceió, a terceira cidade mais violenta do mundo
Maceió, a terceira cidade mais violenta do mundo

Apesar da estabilidade na última década, o número de homicídios continua em crescimento no Brasil. A cada hora, uma média de seis pessoas são assassinadas no País. Desde 1980, este número já chega a cerca de 1,2 milhão de casos.

Os dados são de um estudo do Instituto Avante Brasil, liderado pelo jurista Luiz Flávio Gomes e por Alice Bianchini. O levantamento, coordenado pela pesquisadora Natália Macedo, abrange também os números oficiais do SUS sobre mortes violentas desde 1980 até 2010.

Neste ano de 2012, Maceió é considerada a terceira cidade mais violenta do mundo.A seguir, Belém, em décimo, teve 78,08 homicídios por 100 mil. Vitória, Salvador, Manaus, São Luís, João Pessoa, Cuiabá, Recife, Macapá, Fortaleza, Curitiba, Goiânia e Belo Horizonte também estão incluídas na lista.

Das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, apenas Brasília, Natal, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo não figuram na lista das 50 mais violentas do planeta. As outras sete estão na lista. As capitais gaúcha e fluminense chegaram a figurar na lista das 50 mais violentas em 2010, mas ficaram de fora em 2011.

O estudo considera apenas cidades de mais de 500 mil habitantes com informações estatísticas sobre violência disponíveis na internet. Quatro cidades mexicanas saíram da lista e duas debutam pela primeira vez (Monterrey e Veracruz). Dez brasileiras ingressaram no ranking.

As duas cidades mais violentas são São Pedro Sula (Honduras) e Juárez (México). A terceira é Maceió.

Brasil tem 14 das 50 cidades mais violentas do mundo

Metade das 10 primeiras colocadas são mexicanas. Na América Latina estão 40
por Anselmo Massad
O Brasil é o país com mais “representantes” na lista, seguido do México, com 12, e da Colômbia, com cinco, África do Sul e Estados Unidos com quatro, Venezuela com três e Honduras com duas. O estudo considera apenas cidades de mais de 500 mil habitantes com informações estatísticas sobre violência disponíveis na internet. Veja a lista 

 

Por que esta campanha sobre a guerra interna, exclusivamente em São Paulo e Santa Catarina, sem explicar os motivos da violência? Que esconde essa campanha terrorista?

Violência no Brasil, outro olhar

A violência se manifesta por meio da tirania, da opressão e do abuso da força. Ocorre do constrangimento exercido sobre alguma pessoa para obrigá-la a fazer ou deixar de fazer um ato qualquer. Existem diversas formas de violência, tais como as guerras, conflitos étnico-religiosos e banditismo.

Las 10 ciudades más violentas del mundo en 2011 se encuentran en América Latina

La más peligrosa resultó San Pedro Sula, de Honduras, con una tasa de 159 homicidios por cada 100 mil habitantes, lugar que durante los últimos tres años poseía Ciudad Juárez, de México, ahora en el segundo puesto con 148 ejecutados.

Las otras urbes mexicanas más violentas son Acapulco, con 128 homicidios, Torreón (88), Chihuahua (83) y Durango (80).

Las restantes cuatro son Maceiló, de Brasil, con 135 de esas muertes; Distrito Central, de Honduras, 99; Caracas, de Venezuela, 98; y Belém, de Brasil, 78.

La lista de la organización no gubernamental (ONG) mexicana incluye a las

50 ciudades más agresivas.

De estas, la mayoría (40) se encuentran en América Latina. Catorce están en Brasil, 12 en México y cinco en Colombia.

Los autores de la investigación afirman que algunas cifras de los homicidios podrían ser más altas, pues hay evidencias de adulteraciones por parte de esas fuentes para aparentar una magnitud de la violencia menor a la real.

El Consejo Ciudadano para la Seguridad Pública y la Justicia Penal es una ONG surgida el 26 de julio de 2002 para promover la denuncia del crimen y la corrupción.