Vergonha! Desembargador Tourinho manda soltar o bandido Cachoeira

CACHOEIRA ANDA MOLHANDO A MÃO DE MUITA GENTE BOA…

tourinho neto.psd

 

DESEMBARGADOR TOURINHO NETO, DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO, CONCEDE HABEAS CORPUS QUE ORDENA A SOLTURA DO BICHEIRO PRESO NA PAPUDA, EM  BRASÍLIA, MAS A LIBERDADE DE CACHOEIRA AINDA DEPENDE DE REVOGAÇÃO DE OUTRO PEDIDO DE PRISÃO, REFERENTE À OPERAÇÃO SAINT-MICHEL

247 – A equipe do ex-ministro Márcio Thomaz Bastos conseguiu enfim o que vinha tentando há semanas: o desembargador Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, concedeu nesta sexta-feira um habeas corpus que garante a soltura do bicheiro Carlinhos Cachoeira, detido no presídio da Papuda, em Brasília.
Os advogados de Cachoeira pediram a extensão do habeas corpus concedido a José Olímpio de Queiroga Neto (ele, que é do grupo de Cachoeira, foi libertado na última quarta-feira) e o desembargador atendeu à solicitação. O advogado Augusto Botelho, que trabalha no escritório contratado para a defesa de Cachoeira, disse ao portal G1 que, apesar da revogação da prisão, relativa à Operação Monte Carlo, Cachoeira não será solto imediatamente.
Uma juíza da 5ª Vara da Justiça Estadual de Goiás indeferiu, também nesta sexta-feira, um pedido da defesa do bicheiro para a revogação da prisão de Cachoeira referente à Operação Saint-Michel. Segundo Botelho, a defesa de Cachoeira pretende ingressar com novo pedido de habeas corpus durante o plantão judicial em Goiás.
****************************

Cachoeira foi solto pela Lei Tourinho, cujo o primeiro parágrafo diz que “Cadeia foi feita para pobre,preto e puta”

Tourinho Neto tem histórico de suspeitas

O desembargador federal Fernando Tourinho Neto, que votou pela anulação das provas captadas em áudios de interceptações telefônicas na Operação Monte Carlo, tem um histórico que no mínimo levanta suspeitas. Seria um “bandido de toga”, na expressão já clássica de sua conterrânea Eliana Calmon?

Por exemplo, em 2002, Tourinho foi flagrado em escutas telefônicas realizadas pela Polícia Federal e usadas pelo MPF. O caso era de venda de sentenças para o narcotráfico.

No caso da Operação Lunus, Tourinho realizou várias acusações contra o juiz que atuava no caso, chegando a enviar uma ordem sem assinatura. Criticou a decisão pela prisão de Jader Barbalho antes mesmo de que o Habeas Corpus fosse recebido pelo tribunal.

Em abril de 2005, Tourinho tomou decisão que terminou por favorecer João Arcanjo Ribeiro, conhecido por Comendador, que mandou assassinar o jornalista Domingos Sávio Brandão.

Tourinho Neto desmembrou as investigações, encaminhando as denúncias de homicídio para a justiça estadual. Na prática, Tourinho anulou a sentença de pronúncia do juiz federal César Augusto Bearsi.

Um dos crimes pelos quais Arcanjo era acusado era a exploração de máquinas caça-níqueis. Semenhante a Carlinhos Cachoeira.

Torcer para que o voto de Tourinho Neto não seja seguido pela maior parte do TRF.

 

Genealogia de Tourinho, por Stanley Burburinho

 Leia aqui