El Papa apoyó a la juventud que se manifiesta por cambios

ARGENTINA
ARGENTINA

Más de 2 millones de personas iniciaron anoche en Copacabana la vigilia de la JMJ. Francisco les pidió ser “atletas de Cristo” y “expresar el deseo de una civilización más justa”.

El Papa llamó anoche a los jóvenes del mundo a ser “atletas de Cristo” y los alentó a dar en “forma pacífica y responsable” una respuesta cristiana a las inquietudes sociales y políticas de sus países, en el marco de la multitudinaria vigilia de la Jornada Mundial de la Juventud (JMJ).

“Ustedes son los atletas de Cristo. Ustedes son los constructores de una Iglesia más bella y de un mundo mejor”, exclamó al dirigirse en portugués a más de 2.000.000 de personas que según los organizadores se congregaron en la playa de Copacabana.

El Papa dijo que siguió con atención las protestas aquí y en el mundo de jóvenes que salen a las calles, para “expresar el deseo de una civilización más justa y fraterna” y destacó que son “jóvenes que quieren ser protagonistas del cambio, pero no dejen que otros lo hagan por ustedes”.

“Los aliento a que, de forma ordenada, pacífica y responsable, motivados por el Evangelio, sigan superando la apatía y ofreciendo una respuesta cristiana a las inquietudes sociales y políticas presentes en sus países”, subrayó al seguir su mensaje en castellano.

Francisco también apeló a referencias futboleras para animar a los jóvenes a “jugar en equipo”, en un país donde el fútbol es “pasión nacional”, y afirmó que Jesús ofrece “algo más grande que la Copa del Mundo” en la ciudad que organizará el año próximo esa competencia.

“Suda la camiseta tratando de vivir como cristianos, experimentando algo grande”, arengó desde el escenario, desde donde también les pidió “no ser cristianos a medio tiempo o almidonados”. También les ofreció un programa para ser buenos cristianos: “Oración, sacramentos y a ayudar a los demás”.

En el mismo sentido “futbolero”, El Pontífice exhortó a los jóvenes a que “no se metan en la cola de la historia, sean protagonistas, pateen para adelante, construyan un mundo mejor, juéguenla adelante siempre'”.

Con sombrero mexicano

En el trayecto en el papamóvil a través de la avenida Atlántica hacia el escenario principal, el Papa se salió varias veces del protocolo, al bajarse del vehículo para bendecir a un joven en silla de ruedas, colocarse un sombrero mexicano, besar a varios niños y atajar objetos que le arrojaban los jóvenes a su paso.

Con una sonrisa recibió flores, camisetas y banderas que los fieles le pasaron a través de los escoltas, entre ellos un sombrero de mariachi, que por un momento se lo colocó en la cabeza para luego entregarlo a unos de sus asistentes. En el auto abierto le acompañan su secretario personal Alfred Xuereb y el obispo de Río de Janeiro, Orani Tempesta.

Al llegar al escenario, Francisco fue recibido con una ovación y con el latiguillo de la jornada: “Esta es la juventud del Papa. Esta es la juventud del Papa”. Por primera vez desde que está aquí, se lo vio cansado.

Vigilia en bikini

Los jóvenes esperaron al Papa desde temprano y muchos peregrinaron a la mañana más de 9 kilómetros para llegar a Copacabana, donde se iba armando la vigilia, la primera en la playa en la historia de la JMJ.

En la previa, los jóvenes, algunas luciendo bikini en la primera jornada de calor en la ciudad, ensayaron el flashmob, una coreografía masiva con la que hoy recibirán al Papa en la misa de cierre, guiados por coreógrafos locales desde el escenario.

Los obispos y cardenales también se sumaron al ensayo desde sus lugares, pero la nota la dio un prelado que se acercó y bailó moviendo las manos entre los coreógrafos, ante el delirio de la multitud reunida en la playa.

También actuaron artistas brasileños y el cantautor católico argentino Daniel Poli, pero quien emocionó al auditorio fue Tony Meléndez, un nicaragüense sin brazos que toca la guitarra con los pies, el mismo que en 1987 cantó ante Juan Pablo II en Los Ángeles, Estados Unidos.

El espectáculo, conducido por el actor local Tony Ramos, continuó con una representación de la vida de San Francisco y el testimonio de conversión de un joven tras vender drogas y obligar a su novia a practicarse un aborto.

representación de la vida de San Francisco
Representación de la vida de San Francisco
FRANÇA
FRANÇA

Dilma convidou os presidentes da América Latina para visita do Papa

 

Papa Francisco, por Miguel Villalba Sánchez (Elchicotriste)
Papa Francisco, por Miguel Villalba Sánchez (Elchicotriste)

O convite de Dilma foi pessoal, e realizado na última reunião do Mercosul, para apoiar Evo Morales, que teve seu avião proibido de voar os espaços aéreos de Portugal, Espanha, França e Itália, a pedido do governo dos Estados Unidos.

O Papa Francisco chegará ao Brasil no próximo domingo 28, para presidir a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, que congregará mais de dois milhões de jovens do mundo inteiro. O evento, que supera qualquer olimpíada ou copa de futebol, para sua realização não foi necessário construir nenhum estádio, aeroporto, hotel ou qualquer outro elefante branco.

 

Por que os barões da mídia e os banqueiros realizam campanhas contra plebiscito e referendo?

No Equador, o povo decidiu, nas urnas, que dono da mídia não pode tocar outros grandes negócios. Você sabe porquê. Todo jornalista sabe o motivo.

E também os banqueiros. Quem desviam o dinheiro dos bancos para outros empreendimentos.

Acontece pra danado: As falências fraudulentas. Do dinheiro desviado para os paraísos fiscais. A mágica do empresário, do empreiteiro e do banqueiro: De ser pobre no Brasil, e rico no exterior.

É o fenômeno da empresa pobre e o dono podre, podre de rico.

Cartum de Rasha Mahdi
Cartum de Rasha Mahdi

Milagre: Eduardo Paes, prefeito do Rio, pede que os políticos corruptos se confessem. Será ele o primeiro a fazê-lo?

Isabela Vieira (Agência Brasil)

O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse hoje (16) que os políticos e autoridades brasileiras deveriam aproveitar a vinda do papa Francisco para confessarem seus pecados. Segundo ele, o papa, que virá ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, não pode ser culpado pela corrupção e pelo mau funcionamento das instituições no país. Para Paes, o momento é de estimular corruptos “a se confessar”.

“Ele [o papa] não é responsável pelos pecados da sociedade brasileira, dos governos brasileiros, das autoridades. O bom, pelo contrário, é que as autoridades brasileiras se confessem com o papa Francisco e deixem de cometer os seus pecados. A presença dele pode ajudar neste sentido”, declarou Paes.

paespinoquio

NOTA DA REDAÇÃO DA TRIBUNA DA IMPRENSA  Só pode estar havendo um milagre. Se os políticos corruptos ouvirem Eduardo Paes (que, pelo visto, será o primeiro da fila) e procurarem o Papa para confessar os pecados, a Arquidiocese terá de mudar inteiramente a programação da Jornada Mundial da Juventude, estendendo-a por um ano, pelo menos, para que Sua Santidade realmente tenha tempo para ouvir cada um dos políticos e autoridades brasileiras que cometeram falcatruasA fila será tão extensa que irá para o Livro Guinness de Recordes e jamais será suplantada, per secula seculorum. (C.N.)

O Papa Francisco e o povo nas ruas

Missa do Pontífice para o dia da “Evangelium vitae”

Clique na foto para ampliar
Clique na foto para ampliar

Aquele Deus vivente e misericordioso

Quando o homem quer afirmar-se a si mesmo, fechando-se no próprio egoísmo e colocando-se no lugar de Deus, alimenta “a constante ilusão de poder construir a cidade do homem sem Deus, sem a vida e sem o amor de Deus” que é “o Vivente, o misericordioso”. No dia especial dedicado – no âmbito dos eventos do Ano da fé – à celebração da encíclica de João Paulo II Evangelium vitae, o Papa Francisco reafirmou o seu não a “ideologias e lógicas que obstam a vida, que não a respeitam, porque são ditadas pelo egoísmo, pelo interesse, pelo lucro, pelo poder, pelo prazer e não pelo amor, pela busca do bem do próximo”.

A sua mensagem foi acolhida, na praça de São Pedro no domingo, 16 de Junho, por mais de cem mil representantes de associações e movimentos internacionais que se dedicam à defesa da vida.
“O egoísmo – afirmou o Santo Padre – leva à mentira, com a qual se procura enganar-se a si mesmo e ao próximo”. E “o resultado – explicou – é que o Deus Vivente é substituído por ídolos humanos e fugazes, que proporcionam a inebriação de um momento de liberdade, mas que no final são portadores de novas escravidões e de morte”.

Existe luego el compromiso por una mayor justicia social, por un sistema económico al servicio del hombre y en beneficio del bien común. Entre nuestras tareas, como testigos del amor de Cristo, está la de dar voz al clamor de los pobres, para que no sean abandonados a las leyes de una economía que parece, a veces, considerar al hombre sólo como un consumidor. (L’Osservatore Romano)

 

 

 

 

 

A satisfação e o conselho do Papa Francisco, aos jovens

por Helio Fernandes

O Papa Francisco, falando na missa das ruas para 150 mil pessoas no domingo, disse com simplicidade e sabedoria: “Os jovens não precisam ter medo de irem contra a corrente”. Magistral. Dava a impressão de estar se dirigindo aos jovens das ruas do Brasil. E quem diz que não estava?

E minha satisfação é muito grande, não por ter adivinhado que ele iria dizer isso, mas pelo fato de ter raciocinado com a mesma compreensão, com a mesma transição de pensamento, com a mesma conclusão.

Escrevendo no sábado e publicado aqui no domingo: “Os protestantes não podem parar, mas sem perplexidade e medo”.

Dirigentes da CNBB, que demonstravam alguma preocupação com o que poderia acontecer durante a Jornada Mundial da Juventude, agora estão certos de que tudo o que foi planejado e programado, ocorrerá.

Fora da CNBB, não havia a menor dúvida de que a Jornada transcorrerá como o sucesso programado. Mas a palavra do Papa Francisco logicamente representou fator importantíssimo.

 

O “gigante” acordou. O que querem os manifestantes?

Cardeal Odilo P. Scherer

 

gigante protesto povo

O povo, sobretudo os jovens, cansou-se de ouvir falar em corrupção, impunidade, falta de reforma política, povo que continua pobre na “5ª economia do mundo”… Quem disse que os jovens só querem navegar na “rede” e trocar mensagens cifradas, mantendo-se alienados da realidade que os cerca, estava bem equivocado. De um momento a outro, a indignação explodiu e se derramou de maneira ruidosa pelas ruas. Sem saber bem verbalizar a insatisfação que experimentam, adolescentes e jovens dizem, simplesmente: “não dá mais; temos que fazer alguma coisa; vamos mudar o Brasil”…

Mas nos cortejos das manifestações pacificas também apareceram os oportunistas nada pacíficos e pouco interessados em protestar, mas em extravasar em violência, ou em promover atos de vandalismo e depredação do patrimônio público e privado. Lamentavelmente, além dos danos materiais causados, esses anti-sociais também roubam a cena e ameaçam o caráter cívico das manifestações. Felizmente, houve uma clara repulsa desses atos por conta dos manifestantes.

O fenômeno dos protestos estendeu-se a todo Brasil, mesmo a cidades médias e pequenas. Não foi só pelo poder convocatório e contagiante das mídias sociais, mas pela vontade de mudar o Brasil para melhor. Como fazer? Ainda não se sabe bem como. Não se quis dar conotação partidária às manifestações, nem cunho institucional, mas estritamente popular: as massas querem falar; povo não identificável com partidos, ideologias, siglas e bandeiras, que acredita ser possível melhorar o Brasil, mas não se sente identificado com o andar das coisas, nem com discursos e estatísticas oficiais… Como vão conseguir isso? Ainda não se vê claro.

O certo é que o Brasil “real” está mostrando insatisfação com o Brasil “institucional”. Susto para os políticos! Barbas de molho para os que ainda achavam que o Gigante está “deitado eternamente em berço esplêndido!” Erro de cálculo para quem acha que estádios caros e suntuosos para a Copa do Mundo são a melhor política pública, porque enchem o povo de ufanismo campeão do mundo! O povo está cobrando um Brasil mais sério e justo para todos. Futebol, carnaval e internet já não bastam. Os jovens torcem por um presente de grandeza real para a Pátria amada idolatrada! Que sejam ouvidos.

 

JMJ Rio 2013 terá 273 locais de Catequese

CATJMJRio2013
Serão 133 sedes em língua portuguesa e 50, em espanhol. As outras línguas principais do evento estarão distribuídas da seguinte forma: 25 locais para a catequese em inglês, 15 em italiano, 15 em francês, oito em alemão e cinco em polonês. Ao todo, haverá catequese em cerca de 20 idiomas, entre eles árabe, croata, dinamarquês, esloveno, grego, tcheco, russo. As regiões Sul, Urbano, Norte e Niterói terão maior concentração de locais para os peregrinos dessas línguas.  Segundo padre Leandro, isso facilita a assistência dos jovens estrangeiros aos seus consulados, caso haja necessidade.

Os peregrinos serão direcionados às catequeses próximas aos seus locais de hospedagem. Nos locais também haverá a distribuição dos kits de café da manhã para os peregrinos que optaram pela alimentação da JMJ na hora da inscrição. As pessoas com deficiência terão uma Catequese especial, reunidos em um só local, o único com tradução simultânea para as sete línguas oficiais.

Jornada Mundial da Juventude Rio 2013. Até o início de maio, mais de 215 mil pessoas inscritas. Dá para lotar cinco Maracanãs sem gastar nenhum bilhão roubado

logo_jmj_rio_2013

Com a proximidade da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, os peregrinos correm contra o tempo para conseguir efetuar as suas inscrições. Até o início de maio, mais de 215 mil pessoas de todo o mundo já se inscreveram, a maioria brasileiros e latino americanos. Apesar de não ser obrigatória, existem várias facilidades para quem se inscreve como peregrino.

Todos os inscritos receberão o kit peregrino e um seguro, benefícios presentes em todos os pacotes. O Kit contém diversos acessórios inéditos e exclusivos. Também terão entrada franca nos eventos do Festival da Juventude, que será realizado em várias áreas do Rio de Janeiro entre 22 e 26 de julho.

Também há uma grande vantagem no quesito alimentação. Na inscrição, o peregrino pode escolher um pacote, e receberá um cartão para comer em restaurantes, lanchonetes e bares credenciados. Haverá também locais com a oferta do Menu Peregrino, uma refeição completa (prato principal, bebida e sobremesa), que cabe dentro do orçamento diário do cartão. Os locais estarão sinalizados e seus endereços disponíveis no Guia do Peregrino e no aplicativo para smartphones e tablets.

Garantir o transporte com um dos pacotes da Jornada também é vantagem no bolso. O peregrino que se inscreve nesse pacote recebe um cartão-transporte para a utilização do transporte público do Rio de Janeiro durante a JMJ. O cartão pode ser usado em ônibus (exceto em ônibus executivos com ar-condicionado), metrôs, trens e barcas. A validade se estende até às 10h do dia 29 de julho.

Vale lembrar que os ônibus fretados não poderão circular no Rio de Janeiro durante a JMJ. A medida foi tomada pelos organizadores para evitar congestionamentos e permitir maior fluidez no trânsito. Por este motivo, os ônibus precisam ser cadastrados. O Setor Nacional vai distribuir os veículos nos “bolsões” de estacionamento localizados nos bairros de Paciência e Recreio dos Bandeirantes, onde os ônibus ficarão guardados até o final da Jornada.

De acordo com a rota indicada no ato da inscrição do veículo, as caravanas precisarão se dirigir para um dos três pontos de apoio em municípios próximos ao Rio de Janeiro. É nesses pontos, que ficam em Cachoeira Paulista (SP), Casimiro de Abreu e Itaipava (RJ), que o coordenador do grupo saberá o local para o qual o ônibus precisa se dirigir ao entrar na cidade sede da JMJ.

Hospedagem

Os peregrinos podem optar pela inscrição com hospedagem oferecida pela JMJ Rio2013. Os grupos que escolherem a hospedagem da Jornada devem levar consigo saco de dormir e colchonete e poderão ser hospedados em casas de família, centros paroquiais, escolas públicas e particulares, universidades, ginásios poliesportivos, casas de festas e centro comunitários. Todas as estruturas estarão equipadas com água, chuveiros e banheiros. O valor do pacote com hospedagem sai mais barato do que pagar diárias em albergues, pousadas e hotéis numa cidade turística como o Rio de Janeiro.

Já o pacote completo é a grande sacada para quem quer economizar nos dias em que o Papa Francisco estará no Rio. Ao fazer a sua inscrição pelo pacote A1 (que compreende a semana completa do evento), ou B1 (só para o fim de semana), o peregrino garante a alimentação, hospedagem, transporte, Kit Peregrino e seguro para todo o evento.

E para quem deseja participar só da Vigília e da Missa de Envio da JMJ Rio2013, que acontecerão nos dias 27 e 28 de julho, em Guaratiba, os peregrinos inscritos terão acesso às ilhas exclusivas, de melhor localização no Campus Fidei com relação ao palco onde estará o Papa Francisco.

Para fazer o cadastro dos ônibus fretados, clique aqui.

Para fazer a inscrição na JMJ Rio 2013, clique aqui.

jmj_  papa

DONA DILMA DEVERIA DAR O PONTAPÉ DA CPI DOS ESTÁDIOS

por Helio Fernandes

BRA^PE_JDC boato

Disforme e sem uniforme, Dona Dilma deu o pontapé no estádio Mané Garrincha. Já fizera o mesmo no Maracanã, Minas, Ceará e ontem repetiu em Pernambuco. Não escolhe nem as companhias, ficou abraçada com o governador Agnelo Queiroz, que soterrou uma CPI para se livrar da punição pelas acusações, das quais não se defendeu e ninguém o defendeu.

É bem verdade que os governadores Sergio Cabral e Marcone Pirillo pegaram carona nessa operação. (A palavra soterrou fica muito bem, pois como sempre existiam empreiteiras construtoras riquíssimas envolvidas).

Esse pontapé foi repetido na televisão, tiveram o cuidado de editar sem a foto do governador, suspeitíssimo. Na verdade, foram 17 pontapés no cidadão-contribuinte-eleitor, que está pagando a construção superfaturada de todos esses estádios, que serão usados circunstancialmente.

Como não tem conselheiros ou assessores com autoridade e independência, e ela mesma é lenta na análise. Dona Dilma ainda nem percebeu o conteúdo de marquetismo que está jogando fora. Poderia dar o pontapé para uma CPI que fizesse o levantamento dos custos desses “elefantes bancos”. Desculpem o lugar comum, não há como fugir).

Começaria pelo próprio Mané Garrincha, orçado em 680 milhões, ainda não está pronto, no final custará mais de 1 bilhão e 500 milhões. Daria um pulo ao Estádio do Rio, quase a mesma coisa. Iria custar perto de 800 milhões, vai chegar a quase 1 bilhão e meio, e terá que ser reformado para a Olimpíada. Mas 288 milhões.


Transcrevi trechos

BRA_JOBR mané estadio caro Coliseu Copa

O Papa vai reunir mais turistas que a Copa. Sem o desperdício de construir nenhum Coliseu

Um esquema especial de trânsito está sendo preparado para receber os fiéis que participarão da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), na cidade do Rio de Janeiro. Hoje (20), durante evento do setor de transporte, o MetrôRio anunciou esquema especial. Em julho, para receber o Papa Francisco, são esperados cerca de 1,5 milhão de turistas no Rio. O Papa deverá reunir 2,5 milhões de jovens.

pppapajmj180313

Em Guaratiba, 2 milhões.

Na Copa do Mundo são esperados de 600 mil a um milhão de turistas estrangeiros.