O debate que a imprensa gosta: os candidatos apresentam propostas e a manchete fica para a corrupção na Petrobras

Fica esquecida a escandalosa e antinacionalista presidência do genro de Fernando Henrique na Petrobras. Um ladrão esquecido, podre de rico, e solto, e solto, que nem o sogro, o sogro, corrupto todo. 

E o debate corre assim: Dilma: -Fiz isso. Aécio: -Vou fazer mais.

Dilma apresenta obras de pedra e cimento e aço. Aécio promete castelos no ar.

Dos 1001 casos de corrupção da Petrobras, a imprensa fala apenas de um, o povo recorda apenas um
Dos 1001 casos de corrupção da Petrobras, a imprensa fala apenas de um, o povo recorda apenas um
Caso da Petrobras vem sendo destaque das manchetes diárias de todos os jornais, desde que começou o segundo turno. O caso é que todo sabe qual caso. É um caso único que a justiça vaza, e a imprensa destaca
Caso da Petrobras vem sendo destaque das manchetes diárias de todos os jornais, desde que começou o segundo turno. O caso é que todo sabe qual caso. É um caso único que a justiça vaza, e a imprensa destaca
Falar na Petrobras selecionando apenas um caso é um capcioso, avassalador e destrutivo ataque pessoal escolhendo uma vítima inocente
Falar na Petrobras selecionando apenas um caso é um capcioso, avassalador e destrutivo ATAQUE PESSOAL escolhendo uma vítima inocente
É um jornal safado, mas não esconde o nome de quem desonestamente ataca. Constatar não é assumir uma culpa. Aécio também reconhece que houve corrupção na Petrobras. Mas distingue apenas um caso, um único caso
É um jornal safado, mas não esconde o nome de quem desonestamente ataca. Constatar não é assumir uma culpa. Aécio também reconhece que houve corrupção na Petrobras. Mas distingue apenas um caso, um único caso

A mídia entreguista e a justiça eleitoral conseguiram impor o provinciananismo e a municipalização dos debates da campanha presidencial.

Dilma fala de creches, dever de prefeito.
Aécio de polícia, coisa de governador.

Um candidato a presidente discute patriotismo, nacionalismo, civismo, brasilidade.

O papel do Brasil como nação, como país independente (potência mundial versus complexo de vira-lata, quintal).

O bem-estar social e a felicidade do povo em geral.

 

 

 

 

Imprensa quer botar medo no Papa e no povo

BRA^SP_MAIS quem acredita em boma da polícia

Quem acredita em bomba plantada pela polícia?

No Recife, a polícia do governador Eduardo Campos prendeu uma jovem universitária. Acusação: a frágil garota carregava pedras e bombas para explodir carros, cavalos, cachorros e batalhões da polícia militar e civil. Seria o maior atentado terrorista da história recente do Brasil. Um juiz pôs fim na ridícula farsa, e tirou Cris Patos do cárcere.

Vem outro jornal direitista a clamar que bons ventos tragam o Papa.

Ora, o simbolismo do vento apresenta vários aspectos. Devido à agitação que o caracteriza é um símbolo de vaidade, de instabilidade, de inconstância.

É uma força elementar que pertence aos Titãs, o que indica suficientemente a sua violência e sua cegueira.

BRA^BA_COR conturbada é a polícia

Fala o jornal que o momento é conturbado. Insinua que o Papa deveria vir ao Brasil em um tempo sem povo nas ruas.

A imprensa não conhece o Papa. O papa ama as multidões.

Sabe Francisco que o vento é sinônimo de sopro e, por conseguinte, do Espírito, do influxo espiritual de origem celeste. Esta é a razão por que os Salmos, assim como o Corão, fazem dos ventos mensageiros divinos, equivalentes aos Anjos. O vento até dá o seu nome ao Espírito Santo. O Espírito de Deus que se move sobre as Águas primordiais é chamado de vento (Ruá); é um vento que traz aos Apóstolos as línguas de fogo do Espírito Santo.

Nas tradições bíblicas, os ventos são o sopro de Deus. O sopro de Deus ordenou o caos primitivo; animou o primeiro homem. A brisa nos olmos anuncia a chegada de Deus.

É bastante impressionante a simbologia do vento na Bíblia, onde a palavra ruah, ruá, além de significar espírito, denomina hálito, respiração.

Ora, ora, a imprensa fala das agitações da rua. Coisa da corrupção que uma ventania possa derrubar o estádio do Engenhão. Que os delegados de polícia corruptos condenem ao exílio o bravo jornalista Mauri König. Que jornalismo se faz com coragem e sonho.

Quando o vento aparece nos sonhos, anuncia que um evento importante está para acontecer; uma mudança surgirá.

O povo está nas ruas, sim, clamando por mudança.

BRA_CB papa nao tem medo

O Papa Francisco jamais correu perigo. A imprensa vê em cada brasileiro um “bugre”, um selvagem, um terrorista, um bárbaro, um vândalo, um serial killer, um assassino do Papa.

Todo esse discurso demoníaco é para justificar o prende e arrebenta da polícia de governadores corruptos.

Que o Papa condene a “cultura de rejeição” que impera no Brasil. Como destaca a Imprensa de Portugal hoje:

publico. Portugal contra rejeição

Papa Francisco censurado pela Globo

br_oglobo. censura

O Papa fez um discurso de catequese sim, e político, com vários recados para as autoridades e os poderosos e os ricos afastados de Jesus e do povo.

Principais trechos:

Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo! Venho em seu Nome, para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração; e desejo que chegue a todos e a cada um a minha saudação: A paz de Cristo esteja com vocês!

Os jovens botam fé em Cristo. Eles não têm medo de arriscar a única vida que possuem porque sabem que não serão desiludidos.

A nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhe espaço; tutelar as condições materiais e imateriais para o seu pleno desenvolvimento; oferecer a ele fundamentos sólidos, sobre os quais construir a vida; garantir-lhe segurança e educação para que se torne aquilo que ele pode ser; transmitir-lhe valores duradouros pelos quais a vida mereça ser vivida, assegurar-lhe um horizonte transcendente que responda à sede de felicidade autêntica, suscitando nele a criatividade do bem; entregar-lhe a herança de um mundo que corresponda à medida da vida humana; despertar nele as melhores potencialidades para que seja sujeito do próprio amanhã e co-responsável do destino de todos.

JORNAIS DA ARGENTINA 
ar_losandes. mundo de irmãosar_tribuno. inclusão