Em meio a protestos, Parlamento da Grécia aprova novos cortes



Hoje, no segundo dia de greve geral, com um morto e 40 feridos, o Parlamento da Grécia aprovou nesta quinta-feira os novos cortes e medidas de “austeridade” exigidos pela União Europeia (UE), FMI (Fundo Monetário Internacional) e Banco Central Europeu (BCE). É a ditadura dos banqueiros. Por uma minoria de 1% mais ricos. Que se danem os 99% dos pobres