Tribunal de Justiça e Governo do Estado do Rio Grande do Norte: um buraco de 200 a 300 mil reais MENSAIS.

Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal denuncia que o Governo do Rio Grande do Norte, para pagamentos de Requisições de Pequeno Valor (RPV), uma espécie de precatório, para cobrir deficiências da folha de pagamento do Tribunal de Justiça, “tinha o compromisso de depositar 500 mil/mês”.

“O Estado repassava R$ 500 mil e só chegava pra gente R$ 200 ou R$ 300 mil”, disse Carla.

Essa dinheirama era para pagar apenas, unica, exclusivamente RPVs. As requisões de pequeno valor. As grandes, gigantes pela própria natureza,  são outros milhões. Para pagar precatórios, além do Governo estadual, entram verbas das prefeituras e do próprio tribunal. Eita dinheiro doido. Parece que depositado em um navio fantasma.

Outra safadeza que precisa ser investigada. Pelo Conselho Nacional de Justiça, Tribunal de Contas e Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Pedofilia na internet e o marido de Christine Epaud

Quer saber quem é Gilles Epaud? Ele é o suposto marido de Christine Epaud.
—————————————–
Christine usou o nome dele na justiça, o sujo nome. Falta provar com que direito.

A polícia precisa investigar a autoria. Este blog Silicooo http://gillesepaud.wordpress.com não é da autoria de Gilles Epaud, um bandido internacional, demasiadamente esperto para confessar que é pedófilo:

“Eu, sou Françês nasci na França em La Roche-sûr-yon no dia 08/08/1954. Vou completar 58 anos estou me aposentando, e me divorciando com a Sra. Christine Epaud que tbm nasceu no dia 08/08/1959 na Tanzânia – África.

Faz 20 que somos casados, mais não deu certo e hoje até a data presente somos grandes amigos, nos separamos porque eu sou GAY fico enganando varias meninas na net e a minha esposa sofreu muito com essas minhas fantasias, viajava e deixava a mesma sozinha sem nem uma reserva de dinheiro, ela foi obrigada a ser empregada doméstica em Paris por 10 anos pra poder ter seu sustento”.

E de repente esta mulher aparece em Natal e compra um hotel por mais de meio milhão de reais. Inclusive apresentou recibos que passam de um milhão.

Despacho do desembargador Aderson Sivino:

“Afirma o apelante Baiardo de Andrade Lima que, relativamente ao pagamento do imóvel, fez um acordo informal com a Apelada onde restou estabelecido que, antes de receber qualquer valor, ele atestaria a quitação do sinal da venda (R$ 200.000,00), para que a Apelada, de posse deste recibo, conseguisse a liberação de valores retidos em uma conta desta em um banco francês e que, após superado este entrave burocrático, a Apelada quitaria a dívida.

Afirma, outrossim, que também restou consignado no aludido recibo que a Apelada pagaria ainda, R$ 550.000,00 (quinhentos e cinquenta mil reais) no ato da assinatura da escritura pública do imóvel vendido”

Como uma empregada doméstica, a apelada e pelada, arranja R$ 750.000,00 para comprar um hotel, que virou dois, isso o desembargador Aderson Sivino não sabe explicar. Não sabe explicar mesmo. Se esse dinheiro realmente existiu teve alguma origem. E destino. O desembargador, estranhamente, não sabe nenhuma uma coisa nem outra. Depois explicarei melhor essa nojeira.

UM BRIGA SUJA DE MARIDO E MULHER VAI DEITAR A JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE EM UMA SEBOSA CAMA DE CASAL 

Gilles Epaud, pelo que sei, está processando Christine Epaud, por chantagem, roubo, e outros crimes. Jamais escreveria tão exagerados elogios:

“Christine Epaud é uma pessoa honesta, trabalhadora, e lutadora pelos seus direito que chega até me dá inveja de sua inteligência. Ela veio de uma familia muito carente em Mwanza – Àfrica e hoje adimiro ela por ter garra de sustentar 32 crianças em África (Guerreira). Mais eu não consigo ver com os meus olhos, o sucesso dela, e ela é uma pessoa doente, transplantada de rin, nunca brigou comigo e hoje consegui coloca-lá na justiça sem motivos nem um. Minha cabeça anda meio confusa, eu presciso de uns conselhos me ajusdem porfavor meus contatos são: gilles.epaud@hotmail.fr ou gillesepaud@hotmail.com

Cheguei ao ponte de caluniar até o meu genrro Thomas Kristiansen, não sei se estou ficando louco, porque estou sujando o nome deles na internet, gostaria nesse momento pedir desculpas a todos que viram essas menssagens, mentirosas e escabrosas sobre suas peersonalidade (Christine Epaud (minha ex- esposa) e Thomas Kristiansen (meu Genrro). Retiro tudo que falei sobre a pessoa deles, eles são honestos, capacitados em tudo aquilo que fazem. Mais uma vez peço-lhes desculpas Christine Epaud e Thomas Kristiansen por tudo que escrevi : andradetalis.wordpress.com/2011/07/28/quem-e-christine-epaud/”. Eu desconfio que, quem escreveu este blog foi uma filha de Christine, casada com um bandido. Ela fez o mesmo com Baiardo Andrade Lima na última campanha eleitoral. Que a polícia investigue.

Neste texto imoral, safado, a insinuação de que sou o autor. Criminosa Christine Epaud, apontada pela imprensa internacional como chefe de uma quadrilha, que tranformou Natal em “Paraíso do Crime”, parece mais a Irmã Dulce, ou a Madre Tereza de Calcutá.

Falsária, chantagista, mentirosa, caluniosa, malandra Christine Epaud, você foi vinte anos casada com um bandido. E seu genro, Thomas Kristiansen, ex-presidiário na Noruega, faz parte de sua quadrilha, e é seu sócio em uma construtora de edifícios em Natal. De onde vem tanto dinheiro? Como o governo do Rio Grande do Norte e a Secretaria da Fazenda permitem que se monte cinco empresas em um único endereço? E, absurdamente, em um hotel? Tem gente comendo aí.

No escabroso processo da compra do hotel, a capo Christine Epaud confessa que é isenta de imposto de renda. Com que CPF abriu conta em banco? Qual carteira de identidade apresentou? Como comprou ou quem é o proprietário do luxuoso apartamento que reside em Natal, construído em local outrora proibido? Com o salário de empregada doméstica? (Continua).

P.S.: Perguntei por perguntar. Sei as respostas. E vou apresentá-las. E fique sabedo a quadrilha de Christine Epaud, sobrenome de Gilles Epaud, que não tenho medo de ameaças. Sei que a turma é da pesada. Tem assassinos. Tem assaltantes. Tem sonegadores. Ex-presidiários. & foragidos da Justiça. Onde Frode Olafsen, sócio de Christine e de Kristiansen, aranjou dinheiro para fundar uma milionária empresa de construção?

Talis Andrade, jornalista profissional, ex-diretor do jornal A República de Natal, e do Diário Oficial do Governo do Rio Grande do Norte

Suingue de empresas no Rio Grande do Norte

Pirataria estrangeira em Natal

Em um único endereço, num apertado quarto de hotel de uma estrela de Natal, estrangeiros acusados de lavagem de dinheiro e outros crimes, montaram um randevu de empresas. São quatro empresas sediadas na Avenida Presidente Café Filho, 886, Praia do Meio, Natal. Tudo micro. O que justifica a confissão de Christine Epaud, em juízo, de jamais ter pago um único tostão furado de imposto. Esta história depois eu conto.

Escreveu o jornalista Geir Kvile, do Bergensavisem: “Em uma sociedade brasileira, que é muito mais volátil do que a norueguesa, não é incomum que existem sequestros e assassinatos em ações de vingança, nos casos em que as pessoas perdem dinheiro. Assim sendo, Allan Karlsen, ex-sócio de Christine Epaud, e sua família estariam ameaçados de extinção no Brasil”.

Para a autoridade policial Ole Bjorn, da Noruega, Christine Epaud e o genro, Thomas Krisstiansen, fizeram parte de uma quadrilha de noruegueses de lavagem de dinheiro.

O caso Karlsen e Epaud terminou na Justiça da Noruega. E o jornal não conseguiu provar nenhuma relação criminosa entre os dois.

Mas essa é outra história.

As empresas que apresento estão todas registradas na Receita Federal do Brasil. Aqui relacionadas conforme documentos oficiais.

Acrescente-se que fui avisado que menciono nomes capazes de vendeta. Quem é jornalista verdadeiro está acostumado com ameaças.

Eis o suingue:

Primeira empresa
Chalezinho Francês

O nome denunciaria o verdadeiro dono: o francês Gilles Auguste Eugene Epaud.
Mas quem aparece como proprietária é Cristiane Epaud, que se apresenta como esposa de Gilles. Daí a origem do sobrenome . Há quem duvide que nome e sobrenome sejam verdadeiros, mas não há como desacreditar. Com essa assinatura foi nomeada alta funcionária do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte. Demitida, está requerendo uma volta triunfal, e o recebimento de todos os atrasados.

Segunda empresa
Sol Brazils Com. & Construção

Registrada como micro empresa. Apesar de ser uma construtora de edifícios. Sócia responsável Christine Epaud, com 2% do capital. Sócio Administrador Thomas Kristiansen, com 49%. Acontece que nos registros do Ministério da Fazenda não aparece o nome do detentor dos restantes 49%. Não sabia que se podia registrar empresa com proprietário de nome ignorado. Mesmo que seja laranja. É, realmente, uma empresa com sócio fantasma. A Sol Brazils possui vários terrenos praieiros. Onde cantam os grilos anônimos.

Terceira empresa
E Faros Processamento de Computação

Registrada como micro empresa de comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática.
Sócio responsável e administrador Christine Epaud. Com 40 % do capital. E Snorre Fossland, com 60% do capital, é apenas um mero sócio. Um empresário sem faro para comandar a micro empresa.

Quarta empresa
Nova Dimas Construção 2005

Sócio administrador e responsável Cristine Epaud. Com apenas um por cento.
Arturo Lazaro Rocandio possui os restantes 99% das quotas.
Esta micro empresa também atua na construção de edifícios.

Quinta empresa
Restaurante Marbella

Sócio administrador e responsável Christine Epaud com apenas um por cento do capital. José Ignacio Baranano Zuazua tem 48% e Teodoro Bello Ruizpere, sócio majoritário, com 5l% por cento. Atividades restaurantes e similares. Apesar dos restaurantes (no plural), acredito que o melhor da empresa fica para os similares.
Esta empresa funciona no Ponta Negra Flat, na Avenida Engenheiro Roberto Freire. O restaurante Marbella é outra micro empresa.