Nas tragédias o Brasil confessa seu lado irregular

Foi assim no incêndio da boate Kiss em Santa Maria.
Acontece nos dias de chuva, com as moradias dos pobres nas áreas de risco.
Com o afundamento de barcos no Rio Amazonas.
Com os 170 mil despejos para as obras da Copa do Mundo.
Com as riquezas do Estado doadas como cessão, concessão, licença, consentimento, outorga (sinomia ou sinonímia?)

br_extra.Rio de Janeiro

O irregular nem sempre marca a presença do governo paralelo, da economia subterrânea, do mercado negro, da pirataria internacional (inclusive o tráfico de água), das diferentes formas de tráfico (notadamente o de dinheiro)

BRA_DGABC OAS obra irregular

br_folha_spaulo.Maluf

O valorizado bandido do Espírito Santo

A imprensa e a polícia e a justiça, principalmente no Rio de Janeiro, em São Paulo e Brasília, costumam desvalorizar socialmente o bandido. Considerar que a ladroagem é coisa de miserável. Dos selvagens que moram nas favelas.

Bandido pobre não patrocina os governos paralelos de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. O tráfico de moedas, de drogas, de armas, de petróleo, de água, de ouro, e o mercado negro e a economia subterrânea possuem seus barões infiltrados nos três poderes e na alta sociedade.

O Espírito Santo reconhece este status social. Ser honesto não enriquece ninguém.

BRA^ES_AT espírito santo crime bandido rico

 

Um jornalismo formativo. De propaganda intrusiva e enganosa

A TV Globo todo dia destaca a cotação da bolsa de valores. Não sei qual o interesse dessa informação. Que a maioria do povo brasileiro depende apenas do bolsa família, um programa do governo para os miseráveis. Uma esmola que engana a fome de mais de cem milhões de miseráveis. Desde que beneficia cerca de 30 milhões de mães de família, com marido desempregado e filhos até os 17 anos.

No rabo do noticiário oficial de Wall Street passa a preciosa proibida cotação do mercado negro do dólar, a verdadeira moeda que fecha os negócios da economia subterrânea:

  • tráfico de moedas, de drogas, de armas, de pessoas
  • contrabando de minérios, principalmente o nióbio, madeira, pedras preciosas, ouro, plantas medicinais, produtos dos latifúndios de soja, milho, cana de açúcar,  cacau, café, carne etc

Tudo depende do dólar cotado no mercado negro. Que o Brasil é um país invadido pelos corsários, piratas, especuladores, agiotas e prestamistas estrangeiros.

A TV Globo e demais redes de televisão e de emissoras de rádio, os jornalões, as revistas de papel cuchê não revelam, não propagam os salários mínimo e piso congelados. Escondem o sofrimento dos que recebem pensões e aposentadorias pela previdência dos pobres, um ministério que possui uma soberba e escorchante arrecadação compulsória, desviada, roubada e sonegada.

Os meios de comunicação de massa não mostram, não denunciam o aumento do custo de vida.

Não realizam estudos comparativos.

Tipo:

Visualize o gráfico aqui Compare com os preços impostos pelos supermercados estrangeiros que monopolizam a venda de alimentos no Brasil.