GRÉCIA Viver de pé

por Tiago Mota Saraiva

naom_ oxi

Imaginemo-nos a votar sobre o corte nas pensões dos nossos pais, sobre o aumento do custo de produtos básicos que sabemos lançar mais gente que conhecemos na fome e na miséria.
.
Imaginemo-nos a votar favoravelmente cortes na saúde ou na educação que sabemos levar a que muitos cidadãos deixem de ter acesso a hospitais e escolas.
.
Da parte do que se entende denominar como “Europa” ou “Projecto Europeu” não se poupa nas ameaças e apregoa-se um golpe de Estado, sem qualquer promessa de solução, ainda que falsa.
.
O “Projecto Europeu” abandonou as falinhas mansas e arreganha os dentes a partir dos dois mais importantes representantes do seu “centro-esquerda”.
.
Que todo um povo europeu tenha medo das suas ameaças é a esperança desta “Europa” na certeza que o acordo proposto apenas retarda o chicote acelerando a velocidade num beco sem saída.
.
Uma eventual vitória do SIM representaria o vergar de um povo. Os cidadãos eleitores abdicariam de decidir, para se colocar nas mãos de quem os tenta aterrorizar. Esta forma de claudicar seria um momento para o qual não encontro precedentes na história dos povos.
.
No domingo, votar NÃO é um acto de coragem e cultura. Um acto de defesa da soberania, que é cada vez a única forma de defender a democracia.

O brasileiro gosta de verdura. Nos tempos de Delfim, crescia a cenoura, crescia a inflação. Com Dilma, estoura o tomate, estoura a inflação

Nos meus tempos de Sertão, o matuto dizia que verdura era capim. Ninguém comia. Com certeza, na cesta do povo não entra tomate. Nem cenoura.

Os preços aumentados da água engarrafada, dos medicamentos, dos serviços essenciais não contam.

Veja quantas manchetes safadas:

tomatebr_diario_comercio.tomateBRA_CB tomate BRA_PIO tomatetomate dilma jogar

Vai subir tudo! Quando acabar a greve das agências reguladoras dos altos preços

As agências nacionais de regulação estão em greve. Que a greve continue. Por toda eternidade. Para não “subir nas alturas” os preços das ex-estatais de água, telefone, gás, energia e outros serviços fornecidos por corsários e piratas.

É uma greve que tem a guarida do jornal dito nacional da Globo. Um jornal contrário às greves do trabalhador brasileiro. Não é que se deu que a tv Globo apóia a greve das Anas. É um suporte que diz tudo.

Para que servem as Anas? Ou melhor, quais empresas e indústrias servem as Anas, prostitutas de luxo?

Que a justiça, desta feita, para o bem do povo e felicidade geral da Nação, não acabe com esse movimento grevista