Operação Concutare vai dar com os burros n’água

Jornal de ontem. ÁGUAS PASSADAS
CAD-A-PAG-01 30/4/2013 1a O Sul_4263

A Polícia Federal, na Operação Concutare, prendeu 18 pessoas envolvidas em um esquema de venda de licenças ambientais no Rio Grande do Sul.

Apenas no primeiro dia, a Polícia Federal apreendeu R$ 468 mil, US$ 44 mil (mais de R$ 88 mil) e € 5.280 (quase R$ 14 mil). Imagens divulgadas pela PF mostram o momento que os agentes encontram dinheiro dentro de um cofre na casa de um dos suspeitos. Segundo o delegado Daniel Madrugada, cerca de R$ 350 mil estavam no carro de um único suspeito.

Essas licenças são para abrir poços para as fábricas de água, minerar a céu aberto, aterrar terrenos de marinha, e outras agressões ao meio ambiente, pelas construtoras etc.

Isso acontece adoidado dentro e fora do Rio Grande do Sul. Esses inquéritos dão em nada. A Operação Cuncutare vai ter o mesmo fim da Operação do Porto Seguro, pelas ligações que tem com as concessionárias  de água, hoje, na maioria, nas mãos estrangeiras.

Na Cuncutare foi preso e solto o empresário Celso Rehbein, sócio da indústria de bebidas Celina Ltda, de Santa Cruz do Sul. É peixe pequeno.