Dinheiro de amistosos da seleção desviado para conta de Alexandre Feliu, presidente do Barcelona, amigo de Ricardo Teixeira

BRA^MG_EDM futebol nao fiscalizado

Parte do dinheiro pago para a CBF por 24 amistosos da seleção brasileira foi desviada para uma conta nos Estados Unidos em nome de Sandro Rosell, presidente do Barcelona e amigo pessoal de Ricardo Teixeira, ex-presidente da entidade que dirige o futebol brasileiro. A Informação é do jornal o Estado de S.Paulo.

A comercialização de jogos da seleção brasileira é feita pela empresa ISE, com sede nas Ilhas Cayman.

De acordo com contrato obtido pelo Estadão, a Ise negociava amistosos da seleção por US$ 1,6 milhão, mas apenas cerca de R$ 1,1 milhão iam para a CBF. O restante ia para a conta nos EUA de uma empresa de Alexandre Feliu, nome verdadeiro de Sandro Rossell.

Rosell chegou a ser investigado no Brasil por causa de suspeita de desvio de recursos públicos na organização de um amistoso entre Brasil e Portugal, em 2008.
Fonte: R7.com

Brasil protesto estádio copa futebol