A dança de Macri na Argentina pela qual se terá que chorar

___

por Fernando Monteiro

___

 

 

ISSO É MUITO RARO NA HISTÓRIA: um país tem a extraordinária sorte de poder ver, espreitar, surpreender no “arraial” do vizinho, as desgraças que poderiam ter sobrevindo para ele!…
É claro que estou me referindo ao Brasil com relação à Argentina, neste momento em que os infelizes “hermanos” passaram a ter como presidente uma mistura altamente nefasta de Aécio-Bolsonaro-e-meu-dentista… Sim, porque esse sujeito, o Macri, é a cara do meu dentista.

Quando vi a imagem do homem rebolando numa dancinha ridícula (em comemoração da inacreditável vitória), por um momento até pensei que fosse Dr. Ataliba, o meu dentista, magro, de olhos claros e o mesmo olhar esgazeado, sem foco, olhar de louco que levará o país de Maradona a um 7 a 1 político de derrota em todas as ações que estavam garantindo um mínimo — apenas um mínimo — de dignidade à vida na Argentina pela qual parece que se terá de chorar, sempre, desde a maldição à Perón aumentada por alguma praga, quem sabe, do “Bruxo” Borges, lançada quando perdeu seu cargo na biblioteca de Babel de uma existência passada no claro-escuro da leitura de todos os livros do mundo.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário em “A dança de Macri na Argentina pela qual se terá que chorar”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s