Pedida investigação independente ao homicídio de jornalista

Brasileiro morto a tiro

chacina jornalista 1

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch apelou às autoridades brasileiras para que realizem uma investigação célere e independente ao homicídio do jornalista Gleydson Carvalho, que decorreu na quinta-feira no estúdio de rádio onde trabalhava.

“Os ataques contra jornalistas no exercício de sua profissão ameaçam a liberdade de expressão e a democracia”, afirmou Maria Laura Canineu, diretora do departamento brasileiro da Human Rights Watch.

Para a responsável, “é fundamental que as autoridades garantam a responsabilização criminal pelo homicídio de [Gleydson] Carvalho e dos outros jornalistas mortos, assegurando que jornalistas possam fazer o seu trabalho sem temerem pelas suas vidas”.

Na quinta-feira, este locutor de rádio brasileiro, que era conhecido por denunciar a corrupção em Camocim, um pequeno município do estado de Ceará (nordeste), foi morto a tiro por desconhecidos durante a emissão do programa, informaram fontes oficiais.

O crime perpetrado nos estúdios da Rádio Liberdade FM, em Camocim, gerou comoção junto da população, porque o assassínio de Gleydson Carvalho aconteceu durante uma emissão em direto.

Gleydson Carvalho foi assassinado na quinta-feira
Gleydson Carvalho foi assassinado na quinta-feira

===

Publicado no Correio da Manhã, Portugal. Confira

Morte anunciada. Escute aqui a denúncia de Gleydson Carvalho

.

.

O Brasil disputa com o México o campeonato de matança de jornalista.  A morte de um jornalista é a censura terminal, e um império da corrupção e da pistolagem. Os covardes mandantes sempre controlam a justiça falha e bandida. Eis uma prova:

BRA^GO_HOJE Mandante da morte do jornalista Valério Luiz

Mauricio Borges Sampaio preso e solto. Preso e solto. Preso e solto.  Foto: Demian Duarte
Mauricio Borges Sampaio preso e solto. Preso e solto. Preso e solto.
Foto: Demian Duarte
Anúncios

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário em “Pedida investigação independente ao homicídio de jornalista”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s