Funcionária da Receita que sumiu com processos contra a TV Globo é condenada à prisão. Justiça diz que a criminosa não comeu toco. Está envolvida em mais de dez milionários processos de sonegação ainda não julgados

A Justiça Federal condenou à prisão a funcionária da Receita Federal por crimes contra o fisco envolvendo quatro empresas corruptoras: Forjas Brasileiras, Mundial Produtos de Consumo, P&P Porciúncula e TV Globo.

Cristina Maris Meinick Ribeiro
A corrupta Cristina Maris Meinick Ribeiro pegou menos de cinco anos de cadeia, mas continua solta para gozar as vantagens de comer propinas dos sonegadores

Denunciada em 2007 pelo Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro, Cristina Maris Meinick Ribeiro chegou a ser presa preventivamente naquele ano para evitar riscos às investigações. Solta em setembro de 2007, foi exonerada de seu cargo. O julgamento ocorreu em junho deste ano pelo juiz da 3ª Vara Criminal Federal, que a condenou a quatros anos e 11 meses de prisão, além de multa. Ribeiro recorreu da decisão. Segue em liberdade até novo julgamento, ainda sem data marcada. Isto é, dia de São Nunca.

A funcionária da Receita foi acusada de ter desaparecido com três volumes dos processos de autuação contra a TV Globo da delegacia da Receita em Ipanema, em janeiro de 2007. A emissora foi multada, em outubro de 2006, em R$615 milhões por irregularidades na compra de direitos de transmissão da Copa de 2002. Segundo os fiscais, a emissora fez “manobras” para não pagar R$183 milhões em Imposto de Renda.

Cristina Maris Meinick Ribeiro

Sempre Gilmar Mendes, que deputados e senadores estão arrumando pra ele mais cinco anos no cargo. Por relevantes serviços prestados à Globo, ao capo Daniel Dantas e outros. É a chamada Lei da Bengala. Que devia ter o nome de Gilmar Mendes. Tal como existiu a Lei Fleury.

Escreve Cadu Amaral: “Se atualizarmos os valores, o débito da Globo com a União chega a R$ 2 bilhões.

As notificações recebidas pela `poderosa` chegam perto de 300.

Mas a Globo, o maior grupo de mídia do país, dever tanto dinheiro assim aos cofres públicos não é estranho para Gilmar Mendes.

Muito menos para a imprensa grande, diga-se de passagem”.

Ainda segundo o MPF, Cristina Maris Meinick foi filmada, às 15h14 de 2 de janeiro, entrando com uma bolsa vazia na sala onde estavam os processos. Ao sair, às 17h17, carregava duas bolsas com volumes.

Crédito falso

A condenação de Cristina Maris Meinick também se deve a suposto favorecimento a mais empresas. Em 2005, a Forjas Brasileiras recebeu R$4,2 milhões em créditos tributários gerados falsamente no sistema da Receita. Com isso, a empresa poderia compensar débitos com o fisco, em vez de pagá-los.

A compensação foi “parcelada” em quatro vezes. O primeiro crédito foi lançado em 31 de agosto de 2005, mesmo dia em que a servidora, segundo o MPF, inseriu os dados no sistema. Os demais, programados para setembro.

Em janeiro de 2006, foi adulterado o endereço da empresa P&P Porciúncula para dificultar as notificações do fisco à companhia, que estava respondendo a um processo. Em abril, foi a vez de a Mundial S.A. Produtos de Consumo ter créditos tributários lançados em seu nome.

Segundo a Justiça safada, “não consta da denúncia que a ré tenha-se locupletado economicamente dos atos criminosos por ela levados a cabo”. Quem fez a denúncia amiga?

O MPF pediu a quebra do sigilo da criminosa Cristina Maris Meinick, mas a Justiça negou, porque não havia na acusação indícios de que ela obteve ganhos. Quer dizer que agiu criminosamente sem ganhar nenhum tostão?

A ex-funcionária responde por ao menos outras dez denúncias do Ministério Público Federal. Ela aparece ligada a fraudes envolvendo mais de 70 empresas.

.

Anúncios

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário em “Funcionária da Receita que sumiu com processos contra a TV Globo é condenada à prisão. Justiça diz que a criminosa não comeu toco. Está envolvida em mais de dez milionários processos de sonegação ainda não julgados”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s