Trabalhar doente acontece sempre

Novo empregado apresentação por Eneko trabalho emprego

 

 

As doenças adquiridas no trabalho precisam ser curadas, mas o capitalismo não permite.

A ganância empresarial rouba os direitos trabalhistas. Suga a saúde do trabalhador.

E a vida escrava não tem nenhum valor de mercado.

Pobres jovens que trabalham na Somax (o dinheiro somado para mais, para aumentar o lucro de bancos e companhias de telefone).

Roubar o tempo dos trabalhadores e não pagar horas extras virou costume em qualquer shopping.

Parece piada, humor negro: O tempo é ouro, costuma advertir o patronato.

O co-piloto Lubitz avisou a Lufthansa da depressão. É! acontece sempre: O empregado comunica que está doente (quando tem estabilidade no emprego), e ninguém acredita. Considera malandragem, preguiça, desinteresse.

No Brasil todo emprego virou temporário com a terceirização. Quem aparece doente nem precisa pedir licença médica. Não dá tempo. É logo demitido.

Qualquer empregado salário mínimo ou salário base vem sendo tratado como lixo humano.

Vive sem tempo para a família, para as crias, para o lazer, para o sagrado descanso.

Compare as licenças de um togado com as licenças de uma empregada doméstica, um contínuo, um motorista. Qualquer trabalhador braçal.

Compare as licenças de um empregado público, que tem estabilidade, com a de qualquer empregado com carteira assinada nas empresas privadas. Vale qualquer trabalhador intelectual: um jornalista, por exemplo.

 

 

O co-piloto que precipitou o A320 nos Alpes informou a empresa em 2009 do seu estado de saúde

 

 

A320 nos Alpes informou a empresa em 2009 do seu estado de saúde
Destroços do A320 nos Alpes

A Lufthansa sabia desde 2009 que o co-piloto Lubitz sofria de depressão. A revelação foi feita ontem pela companhia alemã, que adianta ainda que a informação foi prestada quando Lubitz frequentava o curso de pilotagem na escola da Lufthansa em Bremen.

Anteriormente, a transportadora aérea alemã confirmara apenas que Lubitz tinha interrompido o curso durante uns meses, durante os quais foi assistente de bordo da companhia. A empresa também tinha revelado que Lubitz retomara o curso de pilotagem e que, em setembro de 2013, foi admitido como piloto da Germanwings, uma das low-cost da Lufthansa.

 

 

 

 

 

Anúncios

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s