A malfadada Troika, a Grécia e o bem estar de seu povo

spiegel. grécia

 
por Geraldo Eugenio

Há uma análise equivocada. Não é a Grécia contra todos, mas uma Grécia, tal qual uma Espanha, um Portugal e outras nações que viram empréstimos serem utilizados de forma perdulária e nem sempre correta, por dirigentes que até pouco tempo eram aceitos como pares nos palácios da Alemanha, França, Inglaterra e do Banco Central Europeu.

Estes mesmos credores querem receber os empréstimos de risco à custa do povo Grego, Português, Espanhol.

A Grécia, esgotada e vendo sua economia e suas famílias em situação de risco resolveu dizer que não compartilhará deste jogo.

O governo afirma que não participou dos banquetes e nem levará seus cidadãos ao garrote. Um atitude digna e correta e caberá as nações que não concordam com este tipo de condução política e econômica apoiar a Grécia de modo que saia da dificuldade sem sacrificar ainda mais o bem estar de seu povo.

O Primeiro Ministro Grego teve a coragem de trazer à discussão aquilo que os outros evitaram e preferiram obedecer a ordens da malfadada Troika.

Uma similaridade grande ao Brasil que se curvava ao quarto escalão do FMI. A chegadas das missões de funcionários irrelevantes deste Forum, para ditar ordens a presidentes e ministros, eram assuntos de capa dos principais jornais do país e cobertura obrigatória do Jornal Nacional.

Ou já esquecemos?

 

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s