O nióbio roubado de Minas Gerais virou tema de propaganda política

size_590_nióbio

 

Está na internet um filme denunciando a pirataria do nióbio. Crime que sempre denunciei neste e noutros blogues.

O filme é de propaganda partidária. Porque denuncia o tráfico apenas na Amazônia. Quando o Estado mais roubado é, precisamente, Minas Gerais, estado governado pelo PSDB.

O Brasil tem mais de 98 por cento das reservas mundiais, precisamente entre 99,4%35 e 98%.

O Canadá fica com o restinho. As jazidas estão presentes em 3 cidades brasileiras: 61% proveniente de Araxá (MG), 21% das reservas em Catalão (GO) e outros 12% em São Gabriel da Cachoeira (AM).

Araxä deveria ser a cidade mais rica do Brasil. Pela riqueza do nióbio, mais caro do que o ouro, e pela água. Mas o povo de lá vive na miséria. Isso Agliberto Bello Matos escondeu.

Ninguém de Minas fala sobre nióbio. É tema proibido na imprensa.

Tenho certeza que Aécio Neves jamais falará sobre o tráfico do nióbio, nem para onde vai o dinheiro arrecado com royalties.

Conheça a importância do nióbio.

Leia sobre o tráfico de nióbio.

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

2 comentários em “O nióbio roubado de Minas Gerais virou tema de propaganda política”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s