Um governador tucano construiu o Mineirão da Copa

mineirao da copa

 

O Mineirão, estádio Governador Magalhães Pinto, líder civil do golpe de 64,  foi inaugurado em 5 de setembro de 1965. Desde então, transformou-se no mais importante palco esportivo de Minas Gerais.

De 2010 a 2012, o estádio passou por uma obra de modernização para se adequar aos padrões da Fifa.

A reforma, conforme revelação do governo de Minas Gerais, consumiu R$ 665,8 milhões.

Em 2 de fevereiro de 2009, o governador Antônio Anastasia (PSDB), sucessor e eleito por Aécio Neves, apresentou o projeto de modernização do Mineirão. O projeto assegurou a preservação da fachada original (nos mesmo moldes em que foi realizada a reforma do Estádio Olímpico de Berlim).

Entrada do estádio em 2007. Clique na foto para ampliar
Entrada do estádio em 2007. Clique na foto para ampliar

 

A nova capacidade é de 62.160 espectadores, menos da metade do maior público da história do estádio, de 132.834, registrado na vitória do Cruzeiro sobre o Villa Nova, por 1 a 0, na decisão do Campeonato Mineiro de 1997.

O Mineirão ganhou 98 camarotes, áreas Vip e Very Vip, 2.569 vagas de estacionamento (1530 cobertas e 1039 descobertas), uma esplanada externa, área aberta que o conecta com o Ginásio Mineirinho.

Durante os próximos 25 anos, o “Gigante da Pampulha”, como é conhecido, será administrado pela concessionária Minas Arena.

 

 

 

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s