Todos os figuraços que a imprensa aponta como vice de Aécio terminam denunciados como corruptos. Acontece agora com Malan

Tanto o ex-ministro da Fazenda do governo Fernando Henrique, Pedro Malan, como a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie, foram denunciados por falsificação de contrato, manipulação de mercado e crime contra o sistema financeiro nacional; o motivo: na qualidade de conselheiros da OGX, de Eike Batista, teriam emprestado sua credibilidade à promessa feita pelo empresário de que injetaria US$ 1 bilhão na empresa caso as ações caíssem; Eike não honrou a palavra e os dois pularam fora do conselho; notícia-crime foi encaminhada pelo procurador Osório Barbosa e recebida pelo também procurador federal José Gomes Ribeiro Schettino; para o MP, Malan e Gracie são devedores solidários de US$ 1 bilhão

 

Malan

Publica 247:Uma mentira contada pelo empresário Eike Batista a seus investidores pode custar caro para o ex-ministro da Fazenda, Pedro Malan, e a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie – ambos ligados ao PSDB. Quando os dois eram membros do conselho da OGX, Eike prometeu injetar US$ 1 bilhão na companhia caso suas ações se desvalorizassem, numa cláusula conhecida como “Put”. Os papéis viraram pó, Malan e Gracie saíram do conselho, mas, para o procurador federal Osório Barbosa a história não terminou. Ele encaminhou uma notícia crime contra os dois, que foi recebida pelo também procurador federal José Gomes Ribeiro Schettino.

Na denúncia, Malan e Gracie são acusados dos crimes de falsificação de contrato, manipulação de mercado e crime contra o sistema financeiro nacional, cujas penas, somadas, chegam a 19 anos de prisão. “Assim sendo, ao venderem seus nomes para dar credibilidade à fraude, estes notáveis conselheiros não só teriam se tornado co-autores do crime, mas também avalistas da PUT”, diz o último parágrafo da denúncia.

“O MPF entende que os três são avalistas da PUT, o que implica em dizer são devedores solidários de US$ 1 bilhão. Isto é ótimo porque agora temos um número maior de devedores da PUT a serem acionados”, disse ao 247 Aurélio Valporto, presidente da Associação Nacional de Proteção ao Acionista Minoritário.

Leia a íntegra da denúncia acolhida pelo Ministério Público Federal, que atinge também Rodolpho Tourinho, ex-ministro de Minas e Energia do governo FHC

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s