Favelados não suportam mais a ditadura dos coronéis da Polícia Militar. Protesto contra a morte de DG no Rio de Janeiro

dgbondedamadrugada

 

Todo protesto nas favelas a polícia e a imprensa lardeavam que era patrocinado por traficantes. Que o povo não é capaz de se manifestar por conta própria, não tem livre pensamento, não tem vontade própria, não é capaz de extravasar sua indignação, acostumado a sofrer calado, resignado  e covardemente, acossado pela legenda de medo criada por milicianos e as polícias civil e fardada.

 

PROTESTO VIOLENTO
O início da noite de terça-feira foi marcado por um protesto em Copacabana, na Zona Sul do Rio, contra a morte de DG. Uma foto, também conseguida com exclusividade pelo Jornal da Globo, mostra o jovem morto, no chão, em um vão de escadas, nos fundos de uma creche. É possível ver sangue no chão. Durante a manifestação, Edilson da Silva dos Santos, de 27 anos, levou um tiro na cabeça e morreu.

Foi uma noite de muita tensão, com tiros, barricadas com fogo e ruas de Copacabana bloqueadas. O tumulto se estendeu por duas das principais vias do bairro, e o comércio fechou as portas. A Avenida Nossa Senhora de Copacabana, uma das principais da região, foi fechada antes das 18h. O Batalhão de Choque se posicionou bem perto da entrada da comunidade Pavão-Pavãozinho, onde está situada uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Uma multidão se concentrou no acesso ao morro. A cada movimentação da polícia, havia revolta da população.

 

DG ERA FUNCIONÁRIO DA GLOBO

 

A Globo não podia ficar calada diante da morte de um funcionário. Mas seu noticiário traz os realeses da polícia:

1. a farsa do laudo da morte por queda;

2.  de que traficantes tentaram impedir que a polícia realizasse a perícia, e lideram os moradores do Pavão-Pavãozinho nas ruas de Copacabana, com a finalidade de promover o caos.

Nada é mais brutal que o assassinato de uma pessoa. Nada mais cruel que o espancamento de uma pessoa. Principalmente quando o linchamento e a tortura são praticadas pela polícia.

Leia o noticiário tendencioso da Globo. E veja os vídeos.

 

 

 

 

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s