ELA FOI BALEADA NO PEITO E NA CABEÇA. AS BALAS ERAM PERDIDAS? ELA REPRESENTAVA ALGUMA AMEAÇA?

As perguntas são de Donte Gisele.

povo preto
por Ana Claudia Davis

quatro filhos quatro sobrinhos

os filhos

Os filhos
Os filhos

Claudia era eu, Claudia era você, era sua mãe, sua avó, sua bisavó, sua namorada, sua esposa, suas tias, suas primas, suas amigas…
Claudia era Nzinga, Aqualtune, Dandara, Maria Felipa, Zeferina, Luiza Mahin, Akotirene!
Claudia era guerreira! Era como nós!
Perdemos mais uma, e o que faremos? Não dá pra se conformar…
E as lágrimas de seus filhos? E as nossas lágrimas, até quando choraremos pelo assassinato de nossas irmãs e irmãos ?
Seus filhos também morreram com ela… e nós estamos morrendo aos poucos, acredite nisso!
A existência da polícia é incompatível com a existência da população negra.
Ao corpo negro, mesmo com vida é oferecido o porta malas de um Camburão ou o Quarto de despejo
Racismo Institucional na manutenção do Genocídio da população negra.

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário sobre “ELA FOI BALEADA NO PEITO E NA CABEÇA. AS BALAS ERAM PERDIDAS? ELA REPRESENTAVA ALGUMA AMEAÇA?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s