Jornalista explodido pela polícia de Sérgio Cabral segue internado em estado grave

O repórter cinematográfico Santiago Ilídio Andrade, da Rede Bandeirantes, que ficou gravemente ferido na cabeça nesta quinta-feira (6) durante um protesto no Centro do Rio, continua internado no Hospital Souza Aguiar.

Ele teve afundamento de crânio, passou por uma cirurgia de aproximadamente 4 horas e seu estado de saúde é grave.

Outras seis pessoas também foram levadas para o hospital. Na versão policial, todas as vítimas foram atingidas por bombas caseiras. Briga entre manifestantes. Mas quem acredita em versão policial? Apenas a imprensa vendida. E inimiga do povo.

No fim da tarde, cerca de mil pessoas se reuniram pacificamente na Igreja da Candelária. O protesto foi contra o aumento da tarifa de ônibus que passa, neste sábado, de R$ 2,75 para R$ 3 reais. O reajuste é de 9,09%.

Estudantes, integrantes de partidos políticos e black blocs caminharam  em direção à Central do Brasil.

Os policiais lançaram bombas de efeito moral, bombas de gás lacrimogêneo, e atiraram com balas de borracha para acabar com a manifestação. Não se sabe ainda se atiraram com balas de chumbo, como sempre acontece.

Mascarados, infiltrados da polícia militar sempre estão entre os blach blocs, o que explica eles não ser o alvo das bombas e tiros.

Relata o G1: Fotos da Agência Globo mostram o momento em que Santiago Ilídio Andrade, da TV Band, é atingido na cabeça.

Cinegrafista da Band é atingido em protesto no Rio (Foto: Agência O Globo)
Cinegrafista da Band é atingido em protesto no Rio
(Foto: Agência O Globo)

O cinegrafista está em pé, com a câmera no ombro, trabalhando no meio da praça. No primeiro registro, vê-se um rastro de fogo com faíscas perto das costas dele.

Em seguida, a foto mostra uma explosão na cabeça. Uma grande quantidade de fogo se espalha. Na sequência, ele se curva, ainda com a câmera no ombro, e é possível ver muita fumaça.

Momentos depois, o repórter cinematográfico da TV Globo Júnior Alves se aproxima e registra a imagem do cinegrafista da Band caído no chão.

Comandante do 5° Batalhão da Polícia Militar (BPM), Luis Henrique Marinho, informou à assessoria de imprensa da PM que, na hora do incidente, estava a 30 metros do local onde o cinegrafista foi atingido. O comandante disse ter visto pessoas vestidas de preto lançando morteiros, e um desses explosivos teria caído na cabeça do funcionário da Band.

Ao contrário do que afirmou o comandante, o repórter da Globo News Bernardo Menezes, que acompanhava a manifestação, relatou que no fim da noite de quinta, no Jornal das Dez, as bombas de efeito moral teriam partido da polícia. Segundo o jornalista, que estava a poucos metros da confusão, um desses arteatos estourou perto do cinegrafista da Band, que caiu na hora.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário sobre “Jornalista explodido pela polícia de Sérgio Cabral segue internado em estado grave”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s