E A CONCLUSÃO DO INQUÉRITO DA CHACINA DA FAMÍLIA PESSEGHINI?

por George Sanguinetti

 

 

 


Recordo quando da descoberta dos corpos, a autoridade policial afirmou ter a solução do caso em 98%.

Inospitamente, sem nenhum laudo concluído ou estudo do caso realizado, o delegado condutor do inquérito atribuía autoria ao menor Marcelo, também vítima, e que o mesmo cometera suicídio, após matar os familiares. Provas não surgiram para dar sustentação a esta possibilidade.

A própria perícia de local ao divulgar seu laudo conclusivo, o fazia de modo irregular, dizendo que a hipótese mais viável era que o menor Marcelo havia atirado nos familiares e em seguida contra si.

Os senhores Peritos sabiam que laudos têm que ser conclusivos; jamais atribuir culpa, mesmo numa também vítima, baseado em hipótese.

E os laudos cadavéricos, nada evidenciaram quanto a participação do menor; a registrar que dois exames cadavéricos foram realizados, 12 horas antes da chegada dos corpos ao IML; esta técnica ou possibilidade é absurda. Mesmo assim em nada contribuíram para o esclarecimento do caso, salvo em descrever ferimento único por arma de fogo numa vítima em distância superior a 1 metro, disparo de profissional. Todas as vítimas com tiro de execução, na cabeça, bem significativo para quem quizer entender.

Divulguei, com provas técnicas, que a posição final do corpo do menor Marcelo era incompatível com a possibilidade de ser autor do disparo. Mostrei, documentado com o levantamento fotográfico da Polícia Técnica, as lesões de defesa no menor, prova robusta que foi subjugado e executado.

Por falta de provas, buscou-se um exame psiquiátrico pós-morte, onde se comparava o menor a Dom Quixote, obra literária do grande escritor espanhol Cervantes, e citava que ele era um vingador ( ? ), que tinha perfil suicida ( ? ) e que sofria de encefalite encapsulada, e erra ao descrever os sintomas de encefalite. Sua médica, que cuidava do mesmo, na Santa Casa, desde 1 ano e 5 meses de idade, declarou, em depoimento, que o mesmo não sofria de nenhuma doença mental.

Fica difícil concluir o inquérito, culpando uma também vítima, e evitando buscar a verdadeira autoria.

Aguardo o relatório final, a conclusão do inquérito, pois muito tenho a apresentar ao Ministério Público e à Justiça.

A mídia recebia informes, opiniões, que o menor foi o autor, para tentar convencer a opinião pública.

Já não é tempo de divulgar provas, explicar as lesões de defesa? Estou aguardando a conclusão do inquérito, engajado com os amigos do Face que querem a verdade.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário sobre “E A CONCLUSÃO DO INQUÉRITO DA CHACINA DA FAMÍLIA PESSEGHINI?”

  1. A última informação oficial divulgada de que se tem notícia é que a polícia de S.Paulo, desde outubro último, estava no aguardo dos relatórios de operadoras de telefone celular sobre a quebra de sigilo dos celulares das vítimas da chacina. Três meses para obter essas informações ? Todos nós interessados, que estamos acompanhando o caso desde o início, merecemos uma resposta, merecemos informações a respeito. No caso Joaquim, o garotinho de 3 anos de Ribeirão Preto, encontrado morto boiando num rio em Barretos, a quebra de sigilo foi obtida em apenas uma semana ! Que palhaçada é essa ? O Dr. Itagiba disse em entrevista, que estava se lixando para o que estivessem falando dele a respeito da sua conduta com relação ao caso. Pois eu acho bom ele assumir outra postura, porque quem paga o salário dele somos nós, contribuintes, nós é que elegemos o patrão dele, ele nos deve satisfação, informações, explicações e uma postura bem diferente, desde que o caso é uma ocorrência pública, amplamente divulgada e, lamentavelmente, muito mal conduzida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s