Na força dos filhos teus

Gigante por natureza, enfastiado de amores vil.
Fulgurando os séculos, entorpecido em berço esplendido,
Minado pela podridão dos sentimentos de alguns,
Na vasta fronte dos egoísmos dos filhos teus…

Gigante por natureza, pleno de amores mil.
Na ânsia de ouvir os que não calam o direito à indignação.
Os que têm nas veias o sangue que flama.
Na justa voz, agora o grito que clama dos filhos teus…

Gigante por natureza, nutrido de esperanças.
Se ergue no desejo de ser desperto,
Por cérebros de pensamentos em sonhos e anseios.
No limite das aflições, em altiva atitude, na força dos filhos teus.

________________________________________

TEXTO: Lufague
FOTO: Thatiane Soares

AUDIODESCRIÇÃO: ( A noite em uma rua do Centro, um pequeno grupo de ativistas se protegem com uma placa de madeira contra os estilhaços que voam das bombas de efeito moral e de gás. Em primeiro plano está um poste antigos com datação por volta de 1930 )

poste

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s