Encontro Latino Americano de Mídia e Ativismo

faccao.head.

POLÍTICAS PÚBLICAS

Políticas públicas para as Mídias Livres e direito, acesso e democratização dos meios de comunicação são os dois temas que orientam o Eixo de debates das Políticas Públicas. A Comunicação como Direito, as propostas de democratização e regulação dos meios de Comunicação frente ao monopólio da mídia e o enfrentamento ao coronelismo digital. O Marco Civil para a Internet, o Projeto de Lei da Comunicação e a Lei de Meios brasileira.

TECNOLOGIAS

O eixo Tecnologia traz as discussões sobre a liberdade tecnológica e política na concepção, distribuição e modificação de redes, plataformas, hardwares e softwares. A neutralidade da rede, a garantia do acesso igualitário e do livre tráfego de informações, é um dos pontos centrais da discussão, que também abarca temas com a segurança e a vigilância na rede, a difusão e produção descentralizada, plural e colaborativa, a inclusão digital e a representatividade cultural e étnica dos conteúdos, plataformas. Rádio e TV digital, software livre, apropriação tecnológica.

ATIVISMO
O eixo Ativismo faz um balanço das Jornadas de Junho e dos movimentos globais, coloca em questão a tensão entre estado e sociedade, a violação do direito à liberdade de expressão e a repressão aos manifestantes. O eixo irá explorar formas de promover mudanças sociais, políticas, econômicas e ambientais. A emergência de novas redes e movimentos de ativismo, midiativismo, ativismo digital, ações diretas, campanhas, boicotes, protestos, desobediência civil, ocupações, greves de fome e outras formas de ação serão debatidas como alternativas de pressão e transformação da realidade.
Quais as linguagens que surgem das práticas ativistas? O eixo Linguagens problematiza a lógica de produção do discursos e aponta para novas estéticas, explorando práticas de subversão dos lugares de fala cristalizados e disputando simbolicamente novas narrativas. A revolução das transmissões ao vivo, as instalações, ocupações culturais, os escrachos, as projeções e o fotojornalismo 2.0 são alguns dos temas que refletem experimentações em torno de novas estéticas do fazer político, fundadas em uma inteligência colaborativa e horizontal O eixo também vai discutir a midia-multidão, as linguagens audiovisuais, as rádios, o cinema, a música, o teatro/performnce, e as relações entre estética e política.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s