Estabilidade no emprego um direito perdido

correio_braziliense. estabilidade

O sonho do brasileiro é ter um futuro garantido. A volta da estabilidade no emprego cassada pelo ditador Castelo Branco, com o golpe de 1964.

Hoje todos os empregos nas empresas e serviços privados são temporários.

Com um emprego provisório – recebendo um salário mínimo ou um salário piso – nenhum trabalhador pode planejar o próprio futuro. É viver sem esperança, com a incerteza do amanhã. Um amanhã miserável que, depois dos 35 anos, cada vez mais vai ficando difícil arranjar um trabalho digno. Vale para todas as profissões.

A terceirização é uma armadilha para roubar a estabilidade do emprego público.

O pequeno funcionário tem estabilidade porque ninguém ousa tirar esta mesma estabilidade dos lá de cima.

Os Associados, proprietários do Correio Braziliense, querem a eternidade das concessões de suas rádios, de suas telivisões. O sonho do Correio Braziliense é ser concessionário público. E com seus empregados recebendo um salário piso e mínimo.

Este o projeto de todos os barões da mídia, enriquecidos com a publicidade do executivo, do legislativo, do judiciário.  E outros diversificados negócios, também adquiridos como concessões.

 

 

 

 

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s