Fotógrafos mineiros em mês de azar. Um é preso e outro apanha dos seguranças da filha de Xuxa

jornal_estado_minas

 

Nota de repúdio 

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais repudia veementemente a ação truculenta e injustificada praticada pelo diretor do Departamento de Transporte da Polícia Civil, Architon Zadra, contra o repórter fotográfico do jornal Estado de Minas, João Gustavo Soares de Miranda, no início da noite desta quarta-feira, 7 de agosto.

O jornalista fazia cobertura na Câmara Municipal de Belo Horizonte, quando percebeu uma grande movimentação de viaturas policiais na unidade da Polícia Civil, que fica ao lado do Parlamento Municipal. Dentro do mais legítimo instinto profissional, João Miranda fez uma foto de veículos que serão distribuídos pelo governo estadual a várias unidades da polícia no Estado.

Nesse momento, Architon Zadra atravessou a via que separa seu departamento da Câmara Municipal e disse, aos berros, que o jornalista não podia fazer fotos, que ele estava invadindo área de segurança. Ao mesmo tempo, o policial segurou João Miranda pelo braço e o conduziu para o interior do prédio da PC, onde ficou detido por cerca de 40 minutos sob a vigilância de outro policial.

A ação praticada por Architon Zadra remete aos tempos da ditadura. O Sindicato entende que houve cerceamento do direito ao trabalho e violação dos direitos humanos e exige que os fatos sejam apurados com as devidas consequências e punições cabíveis.

Nota do redator do blogue: O Sindicato tem que denunciar à Justiça o Achiton Zadra e os seguranças da filha de Xuxa. Os jornalistas não podem continuar a viver sob constantes stalking policial e agressões de seguranças de celebridades que se consideram acima da lei. Lugar de brutamontes tem que ser na cadeia.

 

Presença da filha de Xuxa causa tumulto e agressão à imprensa

por Daniel Hott

Gladyston Rodrigues, do jornal O Estado de Minas, foi agredido por dois seguranças depois de tirar fotos de Sasha Meneghel
Gladyston Rodrigues, do jornal O Estado de Minas, foi agredido por dois seguranças depois de tirar fotos de Sasha Meneghel

 

A simples presença de Sasha – filha da apresentadora Xuxa Meneghel – em Belo Horizonte, para disputa de um campeonato de vôlei, nesta quinta-feira, gerou cenas lamentáveis na Arena Vivo, casa do Minas Tênis Clube. Profissionais da imprensa que estiveram no local para cobrir a Copa MTC, torneio infantil de vôlei, foram ameaçados e até agredidos por seguranças particulares da garota [sargento bombeiro reformado Ricardo Rocha de Souza e Magno Jesus da Silva Chaves]

As equipes de O TEMPO e do jornal “Estado de Minas” foram impedidas de trabalhar por seguranças particulares da garota, que estavam com a delegação do Flamengo. Os profissionais estiveram no local para cobrir o evento.

Atleta de vôlei do Flamengo-RJ, Sasha tem 15 anos e participa do torneio, realizado nas dependências do clube mineiro. A competição começou nesta quinta-feira e vai até o próximo domingo.

A equipe de O TEMPO recebeu diversas ameaças verbais e físicas. O fotógrafo Gladyston Rodrigues, do “Estado de Minas”, foi agredido dentro das dependências do Minas por seguranças particulares do Flamengo e teve sua câmera jogada no chão.

Uma assessora de imprensa do clube carioca chegou para tentar contornar a situação, que somente foi piorada. “Isso pode ser resolvido de uma forma tranquila ou não tranquila. Vocês decidem”, afirmou a jornalista. [Esta delicadeza de jornalista deveria ter o nome revelado. Que a Comissão de Ética do Sindicato investigue o caso]

Brutalidade. Agressão e afastamento do trabalho

por Clarissa Damas e Daniel Silveira

Depois de ser agredido por dois homens que faziam a segurança de Sasha (…), o repórter fotográfico do jornal Estado de Minas, Gladyston Rodrigues, terá que ficar 10 dias afastado do trabalho. Em função das lesões sofridas, e que podem ter resultado em fratura na coluna, Gladyston precisará ficar de repouso. “Fiquei no Instituto Médico Legal até 1h desta sexta-feira, fazendo exame de corpo de delito. O médico pediu que eu fizesse uma ressonância magnética”, contou o fotógrafo, que iria realizar o exame ontem.

 

Sindicato informou que vai tomar as providências cabíveis para que os envolvidos sejam punidos

por Juliana Baeta

Após o triste episódio ocorrido no Minas Tênis Clube (…) o Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais, divulgou uma nota de repúdio sobre o caso e pede justiça sobre o caso.

Confira, na íntegra:

“O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais repudia com veemência a agressão injustificada e violenta sofrida pelo repórter fotográfico do jornal Estado de Minas, Gladyston Rodrigues, na tarde de quinta-feira, 15 de agosto.

Gladyston Rodrigues, acompanhado do repórter Ivan Drumond, foi agredido pelos seguranças da atleta da equipe do Flamengo, Sasha Meneghel Szafir, porque fotografou a equipe que participava de campeonato de vôlei no ginásio do Minas Tênis Clube.

Os seguranças da filha da apresentadora Xuxa Meneguel e do ator Luciano Szafir , sargento bombeiro reformado, Ricardo Rocha de Souza  e Magno Jesus da Silva foram para cima do jornalista ordenando que ele apagasse as fotos. O profissional se recusou. Os seguranças partiram para agressão, tentaram tomar seu equipamento, arrancaram a lente de sua câmera, deram joelhadas, socos e o ameaçaram.

Gladyston ficou ferido, está com suspeita de lesão na coluna, usa uma cinta lombar, ficará afastado do trabalho por dez dias. A ocorrência foi registrada na Polícia Militar que lavrou um Boletim de Ocorrência.

O Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais entende que Gladyston estava exercendo o legítimo direito ao trabalho, que ele não violou nenhuma regra e agiu em conformidade com os preceitos da profissão e do Código de Ética dos Jornalistas.

O Sindicato exige respeito com os profissionais e vai tomar todas as providências cabíveis nesse caso, buscando na Justiça a reparação cível e criminal.”

Na ocasião, o Minas Tênis Clube também emitiu uma nota lamentando ocorrido:

“O Clube considera a imprensa como um grande parceiro, sempre esteve aberto para atender aos veículos de comunicação e lamenta o incidente envolvendo os seguranças particulares da atleta do Flamengo e a imprensa local”.

Informa a TV Alterosa: Xuxa viu agressão

O jornalista Ivan Drummond, do Jornal Estado de Minas, cobria o jogo de vôlei entre Minas x Flamengo quando o companheiro de equipe, o fotógrafo Gladyston Rodrigues foi agredido pelos seguranças da Xuxa. Na ocasião, a apresentadora da TV Globo acompanhava a filha Sasha – que veste a camisa do time carioca – mas estava no banco de reservas.

O repórter do Estado de Minas dá detalhes do que aconteceu. Veja vídeo

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s