Quando, dos Infernos, chega o inverno psicopata perverso narcisista do assédio moral!

por Nadja Freire

dante

Quando, dos Infernos, chega o inverno psicopata perverso narcisista do assédio moral! Quando, inexoravelmente, é criada uma atmosfera obscurantista e de pouca integridade; que navega sem tormentas e tempestades, e com a mais absoluta segurança, para os círculos infernais do círculo do inferno da impunidade! Quando, quando depois que se inicia o assédio moral no trabalho, ou numa leitura mais atual e apropriada, silencioso assassinato psíquico nas relações de trabalho, mas, que numa leitura apocalíptica representaria um verdadeiro inferno aqui na terra; absolutamente nada parece ser verdadeiramente capaz de impedir que o mesmo seja efetivamente perpetrado de uma forma dantescamente infernal! Cruz Credo, Dante! Vade Retro Satanás Assediador! Que em sua dantesca multiplicidade entre os homens, apropriadamente tem um nome próprio pelo qual entre os homens é chamado; mesmo quando inapropriadamente, não sendo nenhuma Maria e sem nenhuma Graça, possa até mesmo se chamar Maria das Graças! E dentro desta mesma multiplicidade e subordinadamente subordinado às incertezas do infeliz acaso, pode aleatoriamente ser chamados por nomes aleatórios como Dante, Denis, Adriana  Carla, Gilson, Elder; quando mesmo sem chifres, subordinadamente subordinados ao mesmo chiste infernal! Quando, dos infernos, chega o inverno psicopata perverso narcisista do assédio moral; Cruz Credo, Dante! Vade Retro Satanás Assediador!

(Continua)

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s