A cara verdadeira do Sindicato dos Jornalista em defesa da polícia do governador

PARA O GOVERNADOR EDUARDO CAMPO O APOIO INCONDICIONAL DO SINJOPE

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco fez o certo quando condenou a violência de uma militância partidária contra uma jornalista. Mas tudo indica que agiu (a atual mudança de comportamento comprova) para beneficiar a candidatura de Geraldo Júlio a prefeito, pelo PSB.

Quando é a polícia do governador Eduardo Campos (PSB) que bate, o Sinjope diz que não é possível identificar os agressores nas atuais manifestações de rua. Sendo, portanto, impraticável as punições.

Esta defesa da impunidade exemplifica o servilismo, o encabrestamento, o partidarismo da atual diretoria, cujos membros foram selecionados pelo secretário de Imprensa de Eduardo Campos, que já presidiu o sindicato, e cujo mando pretende perpetuar.

Veja o que pede a Diretoria do Sindicato contra os agressores de uma jornalistas atacada pelos adversários de Geraldo Júlio:

“Vamos aos fatos: no domingo 20/05/2012 durante a prévia do PT, o Diario de Pernambuco recebeu informações – acompanhadas de vídeos- de que militantes do partido abasteciam veículos particulares com vouchers da Prefeitura do Recife. Como era devido, iniciou a apuração do caso. Para  investigar a denúncia, o Diario  acionou uma estagiária de jornalismo. A estudante teve a incumbência de fazer os registros de imagens, inclusive com uso de um equipamento pessoal. Concluída a coleta de informações e constatada a denúncia, ela foi intimidada por partidários  que usavam camisas de um dos candidatos da legenda. A estagiária foi obrigada a apagar as imagens do celular. O abuso se estendeu até o momento em que a estudante se preparava para deixar o local. Já dentro do carro da reportagem, o veículo foi cercado pelos intimidadores que bateram no vidro e na lataria, obrigando-a a descer para certificá-los de que as imagens haviam sido excluídas. Os agressores ameaçaram chamar reforço da militância , caso as imagens não estivessem deletadas.

(…)Diante de tal quadro, o Sinjope e Fenaj  tomarão as seguintes providências:1) A assessoria jurídica vai utilizar os meios para que sejam punidos os responsáveis pelos abusos, erros e pela intimidação;2) Será pedida a apuração do caso à Justiça Eleitoral e ao Ministério Público Eleitoral, especialmente para a identificação dos responsáveis pela intimidação da estudante de Jornalismo e    providências para que atos semelhantes não venham a ocorrer;

3) O caso vai ser incluído no relatório Violência e Liberdade de Imprensa no Brasil;

4) O caso também será encaminhado ao Ministério Público do Trabalho, através da Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região, para que o Diario de Pernambuco, as demais empresas, entidades  intervenientes e instituições de ensino não utilizem o estágio como artifício de ganho econômico.

Sinjope e Fenaj destacam que o propósito da presente Nota Oficial é buscar a punição de cada responsável pelos erros e pela intimidação e garantir que Jornalistas Profissionais possam desempenhar suas funções para garantir informação de qualidade ao público”.

UM SINDICATO QUE APOIA A POLÍCIA CONTRA O POVO NAS RUAS 

Dois anos depois, a mesma cena acontece repetidamente, durante várias dias, e o Sindicato vem com a seguinte conversa mole, frouxa e cúmplice:

“O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco (Sinjope) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiam  o cerceamento ao trabalho e a violência policial  de que foram vítimas três jornalistas profissionais no exercício de sua funções, durante protesto na noite desta sexta-feira, no Derby, Recife. Mesmo após se identificar como repórter, um jornalista do NE10 foi intimidado por quatro policiais e obrigado a apagar as imagens e desligar a câmera. Um repórter fotográfico da Folha de Pernambuco tentou intervir na defesa de seu colega e foi expulso do local por PMs. Uma jornalista do Portal G1-PE foi atingida no rosto por spray de pimenta.

SINDICATO COMPROMETIDO CONSIDERA A IMPOSSIBILIDADE DE PUNIR OS COVARDES TORTURADORES DE JORNALISTAS 

Essas ações claramente objetivaram impedir o registro da ação da PM no momento em que foram utilizados balas de borracha, spray de pimenta, ameaças e agressões para dispersar os manifestantes que até então realizavam um protesto pacífico. Isso inclusive, por policiais que não tinham identificação em sua farda, o que dificulta a necessária apuração e punição de excessos”.

A Chapa de Oposição “Você Sabe Porque” está encaminhando à OAB de Pernambuco um manifesto. Idem ao Ministério Público. Idem ao governador Eduardo Campos. Exigimos (não pedimos) “a punição de cada responsável pelos erros e pela intimidação e garantir que Jornalistas Profissionais possam desempenhar suas funções para garantir informação de qualidade ao público”. E mais do que isso: o julgamento e a condenação dos torturadores que espancaram, como era comum na ditadura militar, os jornalistas no exercício da profissão. Até, agora, impunemente. Tanto que o porta-voz do governador afirmou: “As pessoas de bem não estão sendo intimidadas. Ou estão equivocadas ou então é um depredador”.

Fica o desafio: Que a diretoria do Sindicato abandone o silêncio cúmplice. Apoie o presidente da OAB-PE.

“A respeito desse episódio, o presidente Pedro Henrique criticou as afirmações do secretário de Imprensa Evaldo Costa, publicada em matéria do Jornal do Commercio do domingo, dia 07, que afirmou: “As pessoas de bem não estão sendo intimidadas. Ou estão equivocadas ou então é um depredador”. Para o presidente Pedro Henrique, a afirmação do secretário está desassociada da realidade”. Transcrevi trecho de nota oficial da OAB-PE.

gásgás2

Qual a diferença entre a polícia de Sérgio Cabral e a polícia de Eduardo Campos?
Qual a diferença entre a polícia de Sérgio Cabral e a polícia de Eduardo Campos?

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s