Para Alckmin protesto popular é baderna. Lista de jornalistas presos em São Paulo

A polícia de São Paulo tem uma nova forma de censura: prender jornalistas.

Acontece em toda ditadura: o jornalista que fotografa e filme o prende e arrebenta policial passa a ser um inimigo público.

O repórter do Portal Aprendiz, Pedro Ribeiro Nogueira, 27, teve deferido o pedido de liberdade feito por seu advogado na tarde desta quinta-feira (13/6). Assim, responderá às acusações de formação de quadrilha, dano ao patrimônio público e incêndio criminoso em liberdade. O juiz decidiu soltá-lo mediante fiança, que deve ser paga e protocolada. Devido ao fechamento antecipado dos cartórios, não foi possível obter o alvará de soltura e a libertação do jornalista deverá ocorrer a partir das 11h de amanhã (14/6).

Nogueira foi preso na última terça-feira (11/6) durante o protesto pela redução do preço das passagens de ônibus na cidade de São Paulo. Segundo a Associação Cidade Escola Aprendiz, ONG responsável pelo Portal Aprendiz, o repórter fazia a cobertura do evento e foi detido injustamente. Ouça a entrevista na íntegra

Novos casos

De acordo com o site da revista Carta Capital, o repórter Piero Locatelli foi detido na praça do Patriarca enquanto trabalhava. “Aparentemente começou uma confusão, ele se aproximou para ver o que estava acontecendo e acabou sendo levado para a 78 DP, nos Jardins”, disse o redator chefe da revista, Sérgio Lírio.

Além de Locatelli, um fotógrafo do site Terra também foi detido.

 

br_folha_spaulo.polícia SP

br_diario_comercio.polícia SP

Os empregados dos barões da imprensa conservadora e elitista são capazes de tudo: até de ficar contra os confrades presos e espancados. Isso explica muita coisa: além de não fazer greve (apesar dos passaralhos e salários humilhantes), os jornalistas da grande imprensa são contra as greves dos trabalhadores que não julgam, não multam e não prendem. Defendem os negócios do patrão contra o povo.

E estão prontos a defender a repressão policial contra os movimentos sociais, contra os sem terra, os sem teto, os sem nada.

Jornalista também mete o cacete no povo
Jornalista também mete o cacete no povo

Cobertura fotográfica do terceiro dia de manifestação contra o aumento da passagem, em SP. Fotos que a imprensa das elites escondeu

As imagens que mostram a verdadeira face do soldado herói da imprensa apresentado nas manchetes acima:
Policial aponta arma para manifestante. Reparem que o PM tem à mão apenas uma arma de fogo para reprimir a manifestação. Isso lembra algo que aconteceu recentemente em nossa universidade? Pergunta o Jornal da USP. Ironia: Este mesmo soldado virou herói das manchetes da imprensa da elite.
Policial aponta arma para manifestante. Reparem que o PM tem à mão apenas uma arma de fogo para reprimir a manifestação. Isso lembra algo que aconteceu recentemente em nossa universidade? Pergunta o Jornal da USP. Ironia: Este mesmo soldado virou herói das manchetes da imprensa da elite.
Policial, herói da imprensa, aponta arma para manifestantes contra o aumento da passagem enquanto tenta prender um dos estudantes no protesto. Reparem que o PM tem à mão apenas uma arma de fogo.  A ironia: Tudo aconteceu ao lado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
Policial, herói da imprensa, aponta arma para manifestantes contra o aumento da passagem enquanto tenta prender um dos estudantes no protesto. Reparem que o PM tem à mão apenas uma arma de fogo.
A ironia: Tudo aconteceu ao lado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s