Pela prostituição escondida

Em Recife, no final dos anos 50, Francisco Julião fez uma campanha para libertar as prostitutas, proibidas de descer dos casarões do Recife Antigo, antes das 21 horas. Escrevi um poema que trata deste stalking falso puritano: o comércio sexual deve existir, desde que escondido.

Ninguém em santo juízo quer acabar com a prostituição, sempre explorada pelos governos e igrejas. Talvez melhor assim, que um negócio dos governos paralelos.

O Papa Sexto IV, em 1471, com o sistema de autorização e taxação direta das prostitutas, financiou a construção da Basílica de São Pedro, em Roma.

Da TFP mineira a reclamação

jornal_estado_minas.

O Folha Centro Sul informa que, em Belo Horizonte, começou um curso de inglês para garotas de programa que vão atuar no turismo sexual da Copa do Mundo. Garotas de programa é um neologismo criado para as trabalhadoras sexuais da classe média.

Em Nápoles existiu um Tribunal de Prostitutas, que durou até o século XVIII, para roubar as mulheres.

Todo mundo quer ganhar dinheiro com o turismo sexual: companhias aéreas, agências de viagens, hotelaria, boates, restaurantes, bares, shoppings etc.
Que as garotas não sejam enganadas.

Informa o FCS: A idéia é ensinar o básico. “Fruits” (frutas), por exemplo. Mas o “vocabulário técnico”, como “condom” (preservativo), também estará presente em aulas de inglês que prostitutas de Belo Horizonte terão para receber os turistas na Copa de 2014. “Elas vão aprender frutas, verduras, legumes. Mas algumas palavras a gente pode trabalhar mais, no sexo, no fetiche”, diz Cida Vieira, 46, presidente da Associação de Prostitutas de Minas Gerais. Cerca de 20 garotas de programa já se inscreveram para participar do curso gratuito, organizado pela instituição. A expectativa de Cida é que até 300 das 4.000 associadas frequentem as aulas até o final do ano. As classes de idiomas já têm local para acontecer: uma sala cedida pela Associação dos Amigos da Rua Guaicurus (zona de prostituição de Belo Horizonte).

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s