Imite o patrão e os governadores: aprenda com eles a protestar, a realizar marchas e passeatas

BRA_OP um protesto sem polícia

empresários segurando faixa. que bonitinho

Os governadores realizam marcha em Brasília

 

Veja o governador de Goiás segurando uma faixa durante passeata em Brasília contra o novo ICMS. Não é bonitinho? Foi tudo na santa paz. Não estava lá a polícia dele para dar porrada. Nem do governador de Brasília. Pois é, passeata de governador e empresário tem todas as mordomias: trio elétrico, seguranças e cobertura da imprensa, com manchetão na primeira página. Depois da andança sem prisões, sem fumacê, sem cacetada, sem balas de borracha, todos foram comemorar em restaurantes de luxo ou descansar em hotéis cinco estrelas, que ninguém é de ferro. O que teve de ruim, coisa enganosa, boato safado, foi que, entre os empresários, estava o Carlinhos Cachoeira. Mas isso foi desmentido e provado e comprovado. Mas ele não foi porque não quis.
Liberdade ele tinha, e de sobra, para isso.

 

Enquanto os governadores marchavam os estudantes eram massacrados lá em Goiânia, pela polícia do governador Marconi Perillo. Acontecia o mesmo em Natal. Coisa da governadora Rosalba Ciarlini Rosado.

O centro da cidade de Natal se transformou em uma praça de guerra durante um protesto estudantil, que terminou em agressões e pancadaria.

Informa o Alô Brasilia: No fim de um vídeo gravado pelo Coletivo Foque, é possível ver que os integrantes do protesto estavam saindo de forma pacifica do local, mas a tropa de choque da polícia avança e agride os estudantes. Após a ação da polícia, a câmera fica virada para o chão por alguns segundo. Neste tempo é possível ouvir o grito dos estudantes e barulho de bombas de feito moral.

Em meio ao protesto, um policial se aproxima e toma a câmera do jornalista Rogério Marques. O profissional de imprensa não reage a ação da polícia e fica sem o equipamento de trabalho.

Pouco antes da ação da polícia, o tenente da PM, Bruno Oliveira afirmou que a PM “estava ali apenas mantendo a ordem”.

A redação do Alô entrou em contato com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande de Norte, e o sindicato afirmou que os diretores do órgão vão se pronunciar na sexta-feira (17), pela manhã, em coletiva de imprensa.

Não conseguimos contato com a Polícia Militar do Rio Grande do Norte, já que no blog da corporação não há informações sobre telefone ou e-mail. Entre as notícias veiculadas no blog da PMRN, não há referências a operação da noite de quarta-feira.

Veja o vídeo

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s