Começa amanhã o Seminário Internacional de Direitos Humanos e Jornalismo. Que estude os casos de jornalistas presos e exilados

seminario_DHJ

 

No painel ‘Quando o Estado é o agente violador: as ditaduras e a atuação dos agentes de segurança pública nas democracias’. Que seja discutido o caso da prisão do jornalista Ricardo Antunes, que vem sofrendo censura prévia e uma repentina e suspeita onda de processos. É acusado de vender uma notícia por um milhão de dólares.

No painel ‘A violência contra jornalista na perspectiva dos direitos humanos’, o exílio dos jornalistas Mauri König e  André Caramante.

Nos três casos, a mesma polícia da ditadura de 64. Prova evidente de que não existe democracia no Brasil, e que jornalistas estão sendo assassinados (onze em 2012), presos e exilados.

O Seminário devia tentar ouvir os três jornalistas. Além de palavras previsíveis, chegou a hora de agir.

A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, confirmou presença no Seminário Internacional de Direitos Humanos e Jornalismo, promovido pela Federação Internacional dos Jornalistas, Federação Nacional dos Jornalistas e Federação dos Jornalistas da América Latina e Caribe, com apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul. Ela vai estar na abertura do evento, cujas atividades acontecem nos dias 18 e 19 de janeiro no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, em Porto Alegre. As inscrições podem ser feitas através do telefone 51-32260664.

Programação

18 de janeiro

8h30min – 9h15min – Saudações de boas vindas
* Celso Schröder – presidente da FEPALC (Federação dos Jornalistas da América Latina e Caribe) e presidente da FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas)
* Beth Costa – Secretária Executiva da FIP (Federação Internacional dos Jornalistas)
* Jose Maria Rodrigues Nunes – Presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul e vice-presidente sul da FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas)

9h30min – 11h – Painel 1 ‘A violência contra jornalista na perspectiva dos direitos humanos’
* Beth Costa – Secretária executiva da FIJ (Federação Internacional dos Jornalistas)
* Gilney Viana – Coordenador Geral do Projeto Direito à Memória e à Verdade da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República do Brasil
* Liliam Chagas de Moura – Subchefe da Assessoria de Imprensa do Ministério das Relações Exteriores do Brasil – Itamaraty

11h – 11h15min – Intervalo

11h15min – 12h30min – Painel 2 – ‘Quando o Estado é o agente violador: as ditaduras e a atuação dos agentes de segurança pública nas democracias’
* Marcelo Duhalde – Diretor de Imprensa e comunicacão do Arquivo Nacional da Memória da Secretaria de Direitos Humanos da Argentina
* Ernesto Carmona – Investigador principal do livro ‘Morir es la Noticia’, sobre crimes contra jornalistas durante a ditadura Pinochet
* Jacques Alfonsin – Integrante da Comissão da Memória, Verdade e Justiça do RS

12h30min – 14h15min – Almoço

14h30min – 16min – Painel 3 ‘A ausência do Estado e a violência social contra jornalistas: do crime organizado aos detentores de poder localizado’
* Roger Rodríguez – Jornalista investigativo do Uruguai
* Sergio Murillo de Andrade – Diretor de Relações Institucionais da FENAJ e membro da Comissão Memória, Verdade e Justiça dos Jornalistas Brasileiros
* Delegado Protógenes Queiroz – Deputado autor do projeto da federalização dos crimes contra jornalistas

16h – 17h30min – Painel 4 ‘A violência cotidiana das redações: censura interna, autocensura, pressões políticas e econômicas que afetam a produção jornalística e a saúde dos jornalistas’
* José Pablo Peraza – Diretor de noticias da Rádio Progreso – Honduras
* Grisell Betancourth – Ex-presidenta do Colegio Nacional de Jornalistas do Panamá
* Carlos Alberto Kolecza – Jornalista e analista do comportamento da mídia

17h30min – 18h30min – Intervalo

19h – Solenidade de abertura oficial do Seminário Internacional Direitos Humanos e Jornalismo e de instalação da Comissão da Memória, Justiça e Verdade dos jornalistas brasileiros
* Maria do Rosário – Ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República
* Celso Schröder
* Beth Costa
* José Maria Rodrigues Nunes
* Fabiano Pereira –  Secretário de Justiça e Segurança do Estado do Rio Grande do Sul

19 de janeiro

9h – 10h30min – Grupos de Trabalho ‘O porquê da violência contra jornalistas e como enfrentar o problema: possíveis soluções para as causas mais comuns da violência’
Grupo 1 – Argentina, México, Brasil, Chile
Grupo 2 – Colômbia, Peru, República Dominicana, Panamá,
Grupo 3 – Costa Rica, Haiti, Paraguai, Venezuela, Uruguai

10h30min – Recesso

10h45min – 12h – Apresentação dos relatórios dos Grupos de Trabalho

12h – Encerramento.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s