Vivo exporta lucros e traz para o Brasil centenas de executivos espanhóis

por Mauro Santayana

Grande exportadora de lucros para a matriz, com a desculpa da “transferência” de sua sede latino-americana para o Brasil, a Telefónica de España (Vivo) pretende importar de seu país cerca de 300 “executivos” para trabalhar em São Paulo.

Assustados com as notícias sobre a violência na capital de São Paulo, muitos – com certeza, também de olho na praia – estariam pedindo a transferência da “nova” sede da empresa para o Rio de Janeiro.

Se o problema é esse, a solução é simples. Esses empregos devem ser destinados a cidadãos brasileiros, já que o Brasil é a maior base de clientes da empresa em todo o mundo.

 [Acontece em todas as estatais que FHC, Lula e Dilma privatizaram. Os executivos são estrangeiros, os salários são especiais, os colonos formam uma casta racista, separada, privilegiada. Tratam os brasileiros como escravos, peões dos serviços pesados e sujos. Acontece nas montadoras e oficinas estrangeiras. Salário de brasileiro aumenta o lucro. Veja o engodo, a farsa de …
BRA^GO_HOJE mínimo
…. uma manchete de propaganda da imprensa brasileira. T.A.]

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s