Terrorismo eleitoral: Polícia do governador Eduardo Campos mantém jornalista preso desde a antevéspera do primeiro turno

O temor do Brasil. Na antevéspera das eleições do primeiro turno, o governo de Pernambuco prendeu o único jornalista que fazia oposição. Que estava a revelar os bastidores da campanha eleitoral, dos conchavos do governador Eduardo Campos com o prefeito petista do Recife João da Costa. Isso facilitou derrotar o candidato oficial do PT senador Humberto Costa, que tinha outro petista histórico como vice: o ex-prefeito e deputado federal João Paulo do PT de Lula.

Eduardo Campos devastou doze anos de mando petista no Recife, elegendo fácil seu candidato Geraldo Júlio logo no primeiro turno. Uma inesperada conquista que abriu caminho para outras vitórias neste segundo turno, e o lançamento não oficial de uma candidatura a presidente. Eduardo Campos já avisou que não tem vocação para vice, e que vai deixar o Palácio das Princesas em março de 2014. Não se sabe se vai disputar a presidência já ou em 2018.

O jornalista Ricardo Antunes continua em presídio de segurança máxima, incomunicável, proibido de receber visitas, ler jornais e escrever. A última matéria escrita no seu blogue é de 5 de outubro, dia de sua secreta prisão.

No dia 3, Ricardo Antunes escreveu: “Essa semana, Lavareda, jantou com o governador Eduardo Campos e discutiu o cenário eleitoral local e de outras cidades”.

Os dois não conversaram a prisão de Ricardo… (quem acredita?). No dia 5, a polícia conseguiu o feito de publicar na imprensa pernambucana e nacional o seguinte release: “O jornalista pernambucano Ricardo Antunes, 51 anos, foi preso pela Polícia Civil de Pernambuco, nesta sexta-feira (5), por volta das 15h30 . Ele é acusado de tentar extorquir o cientista político e marqueteiro Antônio Lavareda.

Segundo a assessoria de imprensa da Civil, o blog Leitura Crítica, assinado pelo jornalista, vinha publicando matérias ofensivas contra o marqueteiro. Ele teria exigido R$ 2 milhões para deixar de produzir as matérias. Foi quando a vítima procurou a polícia.

Eles marcaram um encontro no escritório do cientista político, na Ilha do Leite, no Recife, na tarde desta sexta, para efetuar a primeira parte do valor. Neste momento, foi dada voz de prisão ao jornalista.

O jornalista foi autuado em flagrante no Grupo de Operações Especiais (GOE) e deve ser encaminhado ainda esta noite para o Centro de Observação e Triagem Dr. Everardo Luna (Cotel)”.

Esta a “verdade” única e última. Fica valendo o precedente como legenda de terror. O Chile publica hoje a manchete a baixo:

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s