Golpe de brasileiros no Paraguai previsto pela revista Veja pressiona Dilma

Em fevereiro deste ano publicava a revista golpista:

Empresário brasileiro foi escolhido inimigo número um de sem-terra paraguaios

"Rei da Soja" e "Dono de Meio Paraguai", empresário brasileiro Tranquilo Favero, de 74 anos
“Rei da Soja” e “Dono de Meio Paraguai”, empresário brasileiro Tranquilo Favero, de 74 anos

“O nome de Favero está todos os dias no noticiário e nos discursos exaltados dos carperos  (campones). Ele foi eleito inimigo número um do movimento sem-terra e suas fazendas estão na rota das invasões. Cerca de 8 000 carperos avançaram sobre as terras dele, em Ñacunday, no Alto Paraná, leste do Paraguai”, denunciava a revista de Cachoeira:

“O grupo está acampado debaixo de uma linha de transmissão de energia elétrica e em cima de milhares de pés de soja, plantados na região desde 1970, quando Favero chegou ao Paraguai, atraído pela oportunidade de comprar terra fértil a preço baixo. Os sem-terra agora reinvindicam os terrenos como terra pública e acusam o empresário de não ter título de propriedade da área. ‘Todas as terras que tenho foram compradas de proprietários privados durante quarenta anos de trabalho, Não tenho um pedaço de terra sem o título de propriedade devidamente registrado’, afirma Favero”.

O discurso de Favero vale para todos os reis da soja, da cana de açúcar, do milho no Brasil:

“O Paraguai continua sendo um país de grandes oportunidades, com terras altamente férteis, clima agradável e pessoas trabalhadoras. Os dois últimos anos foram excelentes, com crescimento recorde. O Paraguai tem tudo para se consolidar numa posição de grande fornecedor de alimento mundial”.

 

 

Favero, “Dono de Meio Paraguaio”, óbvio, é um ferrenho inimigo da reforma agrária:

Veja: – Se as terras produtivas do Alto Paraná chegarem a cair nas mãos dos carperos, que destino o senhor acha que elas terão? 

Favero: – Não cogitamos essa possibilidade porque somos os legítimos donos das terras e não temos a intenção de vendê-las a ninguém nesse momento. Além disso, os carperos não têm condições de mantê-las, tanto pela carência de nível técnico quanto pela falta de recursos financeiros. Leia a entrevista .

Brasiguaios lutam pela terra
Quem são os brasileiros que plantam 90% da soja paraguaia e por que muitos temem os planos do novo presidente, Fernando Lugo

NICHOLAS VITAL, DE SAN ALBERTO (PARAGUAI)

Neguinho não tem do que reclamar da vida no Paraguai. Só neste ano, comprou três picapes zero-quilômetro com o dinheiro ganho com a venda dos grãos. Uma para ele e uma para cada um dos filhos. “Paguei só 1,2 mil sacas de soja por cada caminhonete. O mais caro foram as rodas personalizadas”, conta o produtor, aos risos. Pouco depois, mais sério, fala das vantagens de se trabalhar do lado de lá da fronteira. “Não planto mais sementes convencionais. Aqui no Paraguai só plantamos soja transgênica. É muito mais eficiente e rentável”, explica Neguinho, que exporta tudo o que colhe para os Estados Unidos.

E não são só os produtores que estão se dando bem por lá. Até os agrônomos brasileiros são maioria na região. É o caso de Volmar Malacarne, que mora em Foz do Iguaçu, mas presta consultoria para os brasiguaios desde 1990.Atualmente atende a 13 clientes, todos brasileiros, e diz que o mercado está aquecido. “Existem brasileiros atuando em todos os setores do agronegócio no Paraguai”, diz o especialista.

O Paraguai é atualmente o quarto maior exportador de soja do mundo. Apenas na safra 2007/ 2008, foram produzidos cerca de 6,8 milhões de toneladas, recorde histórico do País. Grande parte do crescimento econômico que o País registrou nos últimos cinco anos também deve-se ao aumento das exportações do grão. E tudo isso foi conquistado graças aos brasileiros que vivem e trabalham por lá, responsáveis por mais de 90% da soja produzida em solo paraguaio.

Ciente de que não vai ser nada fácil tirá-los de onde estão, Fernando Lugo já estuda uma nova saída. No dia de sua posse anunciou que pode adotar um novo imposto agrícola no Paraguai. Segundo ele, as taxas atuais são muito baixas, o que favorece o enriquecimento de poucos. Alheios às ameaças do presidente, os brasiguaios seguem trabalhando, e gerando cada vez mais receitas para o Paraguai. Leia mais.

Hoje a imprensa paraguaia destaca que os brasiguaios vão pressionar Dilma, assim como ameaçaram Lugo durante todo seu governo.

“Brasiguayos” brindan apoyo a Franco

Un grupo de productores brasiguayos brindó su apoyo al presidente Federico Franco en una reunión realizada este martes en Palacio de Gobierno. Ratificaron el envío de una delegación para hablar con autoridades de Brasil.

“Brasiguayos” tras la reunión con el presidente Federico Franco. / Andrés Cristaldo, ABC Color, hoy

Un grupo numeroso de productores brasiguayos -liderados por Aurio Fighetto- mantuvo un encuentro este martes con el mandatario Federico Franco, a cuyo gobierno brindó su apoyo.

Esperan que reine la seguridad para continuar trabajando con tranquilidad en el campo. El mandatario les garantizó el respeto de la propiedad privada.

Además, pidieron que se respete los planes de trabajo en el campo.

Según el anuncio del diario ABC Color, una comitiva de industriales, productores, empresarios y comerciantes brasiguayos, además de colonos, se dirigieron a Brasilia para reunirse con la presidenta de Brasil, Dilma Rousseff, con el objeto de que acepte el gobierno de Federico Franco.

Los brasiguayos serán acompañados por los parlamentarios del Mercosur Mirta Palacios, Alfonso González Núñez, Roberto Campos y Eric Salum.

Os brasiguaios são apoiados pelas bancadas ruralistas nos Congressos de Paraguai e do Brasil. É tudo uma coisa só. Uma mesma cobra de duas cabeças.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s