Acusações a Cezar Peluso sem resposta. O Supremo realmente manipula julgamentos?

por Carlos Newton

 

No Brasil, o que mais tem prosperado nos últimos anos é o ajuizamento de ações de reparação de danos morais. Qualquer contratempo, crítica na imprensa ou referência desabonadora servem de justificativa para a busca de reparação financeira. Não seria uma indústria de indenização por danos “imorais”?

Não há dúvida de que, havendo de fato ofensa à honra, decorrente de conduta ilícita que lesione a dignidade da pessoa, ocorre, sim, o direito de ação e à indenização. Nesse quadro, causa espanto que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, que, em 20 de abril passado, foi chamado de “ridículo, brega, caipira, corporativo, desleal e tirano” pelo também ministro Joaquim Barbosa, não tenha até agora aberto processo cível de reparação de danos e até criminal por injúria, calúnia e difamação. Quem não deve não teme. O silêncio não absolve ninguém.

Para o ministro Joaquim Barbosa, atual vice-presidente do STF, o seu colega Cezar Peluso “não hesitava em VIOLAR AS NORMAS quando se tratava de impor à força a sua vontade. Peluso inúmeras vezes MANIPULOU OU TENTOU MANIPULAR resultados de julgamentos, criando FALSAS QUESTÕES PROCESSUAIS simplesmente para TUMULTUAR e não proclamar o resultado que era contrário ao seu pensamento”.

Não dá para silenciar, e nesse caso o silêncio é mais prejudicial e devastador para o Poder Judiciário do que a imediata responsabilização do ministro, que, em tese, não só injuriou o ex-presidente como diminuiu o conceito e a credibilidade dos demais membros da Corte na sua raivosa entrevista.
JUDICIÁRIO DESACREDITADO

Ora, se até no STF há manipulação de resultados de julgamento, o que não poderia estar acontecendo nas mais distantes regiões deste país continental, é a pergunta de milhões de brasileiros que nos mais diversos tribunais estão buscando seus direitos em mais de 100 milhões de processos.

(Transcrevi trechos)

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Um comentário sobre “Acusações a Cezar Peluso sem resposta. O Supremo realmente manipula julgamentos?”

  1. O preclaro ministro JOAQUIM BARBOSA Vice-Presidente do STF, é profundo conhecedor do que se passa nos bastidores do STF; ele, por certo, não teria dito trazido a tona tantas verdades “acusações” que disse sobre o ex-presidente do stf o ministro Cezar Peluso.
    O fato é que os desavisados se deslembram de ou disfarçam olvidar que, caso deva ou devesse haver processo na esfera cível ou criminal contra o ilustre ministro joaquim barbosa, o turbilhão de verdades que ele conhece e sabe, suplantariam em muito, os processos nas duas esferas. Ou seja, transformado de réu para vítima. Daí, o porquê do silêncio e ausência de processo contra o digno ministro JOAQUIM BARBOSA.
    Verdadeiro o adágio popular que diz: “ASSOMBRAÇÃO SABE PARA QUEM APARECE”.
    Aliás, o Supremo Tribunal Federal é miscigenado por mortais dotado de princípio e fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s