Polícia de Roseana Sarney prende quadrilha de agiotas que matou o jornalista Décio Sá

A governadora Roseana Sarney chamou os comandos das polícias civil e militar e deu a ordem:
– Quero os assassinos do Décio Sá presos.

Quando um governador quer nenhum assassinato de jornalista fica impune. Executores e mandantes terminam na cadeia.

O delegado Marcos Afonso Júnior, reconhece que Jhonatan Sousa Silva, de 24 anos, o executor da morte do jornalista de O Estado do Maranhão e blogueiro Décio Sá é um ‘arquivo vivo’ importante, por isso foram tomadas estratégias para que nada acontecesse com ele.

 

– Quando ele foi preso por envolvimento com o tráfico de droga em um sítio no Miritiua, na região de São José de Ribamar, [nós] já sabíamos que ele seria o executor da morte de Décio Sá, pois teria retornado a São Luís para cobrar os R$ 80 mil que o Júnior Bolinha, o agenciador da execução, estaria devendo. Por decisão da comissão de delegados o mesmo foi apresentado à imprensa como traficante. Essa foi a estratégia utilizada para que os demais integrantes não percebessem que já tínhamos conhecimento de tudo. E foi agindo dessa maneira, que chegamos a prisão de todos eles”, declarou Marcos Afonso Jr., que coordena a comissão de delegados responsável pelo caso Décio Sá, em entrevista nesta manhã (14), ao programa Ponto Final, na rádio Mirante AM.

Jhonatan não foi levado para Penitenciária de Pedrinhas para que não fosse assassinado dentro da cadeia.

– Para evitar proximidades com outros presos, preferimos manter Jhonatan em um cela isolada. Temíamos que ele pudesse ser assassinado, tendo em vista que essa quadrilha é muito perigosa – alerta.

Segundo a polícia, Jhonatan Sousa Silva cobrou R$ 100 mil para matar o jornalista, mas desse valor só teria recebido R$ 20 mil, motivo pelo qual o executor teria voltado à São Luís para tentar receber o restante do dinheiro. A motivação do crime teria sido uma postagem no blogdo jornalista sobre o assassinato do empresário Fábio Brasil, ocorrida em Teresina, no Piauí.

Para o delegado Marcos Afonso Jr. o caso da morte de Décio Sá está elucidado. Ele garantiu que as investigações continuarão para que sejam esclarecidas outras ações criminosas praticadas por esse consórcio de agiotas.

(Jornal O Estado Maranhão)

Entenda a participação de cada um dos envolvidos na morte de Décio

Após a apresentação dos sete envolvidos na morte de Décio Sá, ficou entendido quala função de cada um no crime. De acordo com informações repassadas pelos delegados responsáveis pela investigação e pelo secretário Aluísio Mendes cada pessoa teve uma participação fundamental.

Os mandantes do crime foram os empresários Gláucio Alencar Pontes Carvalho, de 34 anos e o pai, José de Alencar Miranda Carvalho, de 72, Raimundo Sales Charles Júnior, o “Júnior Bolinha”, de 38 anos, teriam sido os responsáveis por encomendar o crime.

Dois assessores de Bolinha, Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Fábio Buchecha”, de 32, e Airton Martins Monroe, o “Balão”, de 24, seriam os responsáveis por agenciar o pistoleiro Jonathan Sousa Silva.

A arma utilizada no crime teria sido emprestada pelo subcomandante da Polícia Militar, o capitão Fábio Aurélio Saraiva Silva. Todos estão presos na Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) para mais apurações.

(O Imparcial)

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s