O casal Mujica, que governa o Uruguai, exemplo de esperança na humanidade, desfaz a legenda de que todo político é corrupto

Povo uruguaio tem motivos de sobra para ter orgulho do seu Presidente
Povo uruguaio tem motivos de sobra para ter orgulho do seu Presidente

O mundo capitalista em crise, e  reis e presidentes continuam com as suas mordomias na Espanha, na Itália, na Irlanda, na Grécia, para citar os países europeus que dançam sob a batuta da troika. Até o papa Bento tem lá sua vida nada cristã.

No Brasil, o país que metade da população – mais de cem milhões de miseráveis – sobrevive com menos de 270 reais, causa nojo as mordomias nos palácios dos três poderes e residências dos presidentes dos tribunais, do Congresso e República. Um luxo que se repete, escandalosamente, nos Estados, com os governadores, presidentes das assembléias e tribunais estaduais.

Dizem que a noblesse oblige.  Não tanto. Na América do Sul existem os exemplos do índio Evo Morales e do ex-guerrilheiro José Mujica.

O presidente uruguaio ofereceu a residência oficial para abrigar moradores de rua durante o inverno, caso faltem vagas em abrigos autorizados.

Mujica solicitou que seja feito um relatório listando os edifícios públicos disponíveis para serem utilizados caso os abrigos existentes estejam indisponíveis, como informou a publicação uruguaia Búsqueda.

Entres os locais listados pelo presidente ainda encontra-se a residência “Suarez y Reyes”, que é utilizada para a realização de reuniões do governo, mas onde ninguém mora.

No dia 24 de maio, uma mãe e seu filho, moradores de rua, foram os primeiros a se instalar na residência presidencial, diante de uma sugestão da Presidência ao Ministério de Desenvolvimento Social, mas eles encontraram outro local para ficar.

A residência oficial não foi ocupada pelo atual mandatário, que vive em um sítio em uma área de classe média nas redondezas de Montevidéu, nem pelo ex-presidente Tabaré Vásquez (2005-2010), que durante seu mandato permaneceu em sua própria casa. Eles foram os dois primeiros governos de orientação progressista da história do país.

No inverno de 2011, pelo menos cinco moradores de rua morreram por hipotermia, fato que gerou uma crise no governo que culminou com a destituição da ministra de Desenvolvimento Social, Ana Vignoli. (Infolatam)

Carlos Newton ressalta que “circula na internet um texto muito interessante, dando conta de que o presidente do Uruguai vive com o equivalente a R$ 2.500 e anda de Fusca.

José Mujica na direção do seu famoso Fusca e do Uruguai
José Mujica na direção do seu famoso Fusca e do Uruguai

José Mujica foi considerado o presidente mais pobre do mundo, segundo o jornal espanhol El Mundo. Mujica abriu mão de 90% do salário de US$ 12.500 e anda em um Fusca avaliado em cerca de US$ 1.900.

O restante do salário é distribuído entre pequenas empresas e ONGs que trabalham com habitação. ‘Este dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros uruguaios que vivem com menos’, diz o presidente vizinho. Sua esposa, Lucía Topolansky, é senadora e também doa a maioria dos seus rendimentos.

A matéria é tão surpreendente que fica difícil de acreditar. Mujica e a mulher participaram da guerrilha dos tupamaros contra a ditadura uruguaia e ficaram muitos anos presos. Depois, entraram na política partidária e acabaram chegado ao poder”.

Essa de que o poder corrompe, ou vicia, não merece desculpa. Acrescente-se que o casal Mujica não alisa nenhum banco de igreja.

 

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s