Uma africana embaixatriz do Rio Grande do Norte em Paris

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional do DF, está pedindo, a cópia do inquérito que investiga o ex-deputado distrital Júnior Brunelli em crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, uso de documento falso e peculato com o objetivo de abrir um processo para avaliar a conduta do ex-deputado no Tribunal de Ética e Disciplina (TED). “A meu ver, há elementos suficientes para que ele responda a um processo, que correrá independentemente do inquérito ou da ação judicial, até porque a Ordem avalia se a postura dele expôs a instituição e o conjunto de advogados ao escárnio”, disse o presidente da OAB-DF, Francisco Caputo.

Engraçado, no Rio Grande do Norte, Christine Epaud, uma tanzaniana, pratica todos estes crimes, e ninguém investiga. Inclusive passa por advogada, ganha todas no judiciário, e seu poder só faz aumentar. Como isso pode acontecer?

Começa que entrou no Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte sem concurso, e com documentos falsos e, conforme denunciei, recebeu ou está para abocanhar um rico precatório, porque, por um longo tempo, mais de 15 anos, preferiu receptar, morando em Paris, o salário de funcionária da Secretaria de Administração do Governo do Estado.

Essa troca de boca de cofre, no ajuizado que fez, chamou de decisão ditatorial, abuso e terrorismo estatal. Veja:

Ajuizou a presente ação ordinária contra o ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, pretendendo, em provimento liminar, o reenquadramento no quadro de pessoal do Tribunal de Contas do Estado, do qual foi relotada para a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos pela Resolução nº 03/93-TC, publicada no Diário Oficial de 11.01.1993. Aduz que sua relotação foi resultado de uma decisão administrativa caracterizada por falta de contraditório e de ampla defesa (Transcrito do Diário Oficial).

Que serviços Christine Epaud prestou ao Rio Grande do Norte no exterior? Onde ainda mantém residência.

Dizem que está em Paris. Vive no tráfico aéreo. Espantada por Paulo Dawim, que instala hoje em Natal a  Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o Tráfico Nacional e Internacional de Pessoas (CPI do Tráfico de Pessoas) do Senado Federal.

(Continua)

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s