São João da Barra. Quem é o Samuca da prefeita Carla Machado?

Pela conversa de Samuca com a prefeita Carla Machado, de São João da Barra, ficamos na dúvida:

Se Samuca, além de ser assassino de aluguel, é um agenciador de pistoleiros na região Norte Fluminense do Estado do Rio de Janeiro.

Samuca matador,  que se faça a contagem dos crimes dele. Mas tudo indica que é um intermediador de contratos. Assim sendo, muita coisa ele sabe sobre mortes encomendadas: nomes de contratantes (empresários, políticos, governantes) e de pistoleiros.

Samuca precisa ser investigado, pela possibilidade da elucidação de vários assassinatos, inclusive de jornalistas.

Mas Samuca, o bandido que Carla Machado chama de “meu bichinho”, continua uma misteriosa figura do submundo do crime.  Ninguém fala nada. Sobrenome, cidade que mora, patrimônio, amizades. Dele se conhece apenas a voz.

Escreve o deputado Anthony Garotinho:

“PREFEITA QUE CONTRATOU CAPANGA PARA ESPANCAR MULHER ATÉ A MORTE NÃO NEGA GRAVAÇÃO, MAS DIZ QUE VAI ME PROCESSAR
Prefeita de S. João da Barra, Carla Machado
Prefeita de S. João da Barra, Carla Machado

Muitos leitores do blog ficaram assustados com a gravação da prefeita de S. João da Barra, Carla Machado encomendando uma surra até a morte de uma assistente social lotada na APAE daquele município. Não sou irresponsável e nem omisso. Recebi esta gravação e antes de torná-la pública mandei periciar a fita, que comprovou a autenticidade da voz da prefeita e que não havia nenhuma montagem. O que fazer então? Se não tornasse o caso de conhecimento público e comunicasse o fato à delegacia de polícia de S. João da Barra e ao Ministério Público, amanhã caso ocorresse uma tragédia na vida dessa assistente social eu seria responsabilizado.

A prefeita em entrevista numa rádio local disse que o fato é antigo, mas não negou a autenticidade. Foi além, e disse que hoje a assistente social é sua amiga e ocupa um cargo de confiança na prefeitura. O fato é que a gravação é autêntica e a prefeita, seja em que data for, como vocês poderão ouvir na gravação, não só encomenda como detalha local, dia e hora em que a assistente social deveria ser abordada para ser espancada até a morte”.

Lenilce deu entrevista dizendo que nunca deu “bola para o cd, porque está mal feito, e nunca aconteceu nada” com ela. Que ora exerce um cargo de confiança na prefeitura.
Isso prova que continua viva. Bem viva!
Já o Samuca ninguém sabe se  virou, também, amigo de Lenilce ou se morreu de morta morrida, ou matada, ou voluntária.
O governador Sérgio Cabral, várias vezes apresentado como ladrão por Garotinho, podia mandar a polícia dele investigar a vida obscura de Samuca, para ajudar Carla no processo. Idem o secretário José Mariano Beltrame, também denunciado por Garotinho como comandante de uma “negociata” de R$ 363 milhões,  nem precisava receber ordem do chefe.
A pergunta que deve ser feita: – Por que a prefeita Carla Machado sabia que Samuca era capaz de matar e conhecia pessoas prontas para realizar o “serviço” (termo usado na conversa, que Lenilce desconhece o significado).
Leia os ofícios do deputado Anthony Garotinho à promotora Patrícia de Monteiro Alves Baranda de São João da Barra, e ao delegado Carlos Alberto de Andrade Souza.

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s