Jornal esqueceu o Tribunal de Justiça de Minas Gerais

O Estado de Minas Gerais abriu um puta manchetão hoje para o Superior Tribunal de Justiça, e esqueceu, contrariando a lei da proximidade do jornalismo – as notícias de onde o leitor reside são as mais importantes – o desembargador Afrânio Vilela, que mandou a polícia continuar com a demolição das casas de mais de mil moradores de Belo Horizonte.

Um despejo divino, solicitado por Márcio Lacerda, exaltado numa canção como prefeito de M. Veja vídeo

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s