Briga na justiça revela fortuna do governador Newton Cardoso: R$ 2,5 bilhões

Newton Cardoso, também conhecido como "Newtão" e "Trator"
Newton Cardoso, também conhecido como “Newtão” e “Trator”
Maria Lúcia, quando deputada no Congresso Nacional
Maria Lúcia, quando deputada no Congresso Nacional

Escreve Ezequiel Fagundes: Longe dos holofotes desde que não conseguiu se reeleger em 2010, a ex-deputada federal Maria Lúcia Cardoso (PMDB) contou, na última sexta-feira (11), em entrevista ao Hoje em Dia, que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDF) determinou o confisco do salário de deputado federal do seu ex-marido, o ex-governador Newton Cardoso (PMDB). O recurso retido no contracheque será usado para pagar parte de uma das maiores pensões alimentícias de que se tem notícia no país. “Não quero pedir a prisão dele. Não quero mandar o pai dos meus filhos para cadeia”, ameaçou a ex-deputada.

Segundo Maria Lúcia, uma liminar expedida por um juiz de Brasília determinou que a Câmara dos Deputados desconte direto no contracheque do deputado a quantia de 40 salários mínimos, o equivalente a R$ 24.880. Como o salário atual de deputado federal é de R$ 26.723,13, Newton terá o direito de ficar com apenas R$ 1.843,13, menos de três salários mínimos, que é de R$ 622.

A ex-deputada diz que tomou a atitude porque o ex-marido não está depositando mensalmente a pensão alimentícia fixada pelo juiz de Brasília. Casados por mais de 30 anos, o casal briga na Justiça desde 2009 pela partilha de uma fortuna avaliada em mais de R$ 2,5 bilhões.

Desde então, ela ganhou o direito de receber 395 salários mínimos (R$ 245.690), sendo 300 salários (R$ 186.600) de pensão alimentícia e outros 95 salários (R$ 59.090) referente à uma ação conhecida no meio jurídico de “alimentos compensatórios”, uma espécie de adiantamento até o desfecho do processo de divórcio litigioso.

Em relação aos 260 salários (R$ 161.720) restantes, Maria Lúcia afirmou que está aguardando novas decisões judiciais para confiscar dinheiro de outras fontes de renda do ex-marido. Ela afirma ter entrado com dois pedidos de bloqueio, desta vez, para bloquear saldos bancários de duas aposentadorias do ex-governador. Uma de R$ 17 mil mensais da Magnesita, e outra de R$ 190 mil mensais, referentes a ganhos de uma previdência privada.

O Hoje em Dia tentou, na última sexta-feira (11), fazer contato com o ex-governador pelo telefone celular, no seu gabinete e com sua assessoria de imprensa em Belo Horizonte, mas até o fechamento desta edição ele não havia sido localizado. Também procurado pela reportagem, o advogado da ex-deputada Maria Lúcia Cardoso se negou a fornecer qualquer informação, alegando se tratar de um processo sigiloso.

Tramitando no TJDF há quase três anos, o processo de divórcio do casal não tem data para ser julgado. Na ação, a ex-deputada diz que Newton tem 16 empresas, aviões e helicópteros, 100 fazendas, uma praia na Bahia, vários carros e imóveis, apartamentos no exterior e até um hotel, o Résidence des Halles, um três estrelas situado nas imediações do Museu do Louvre, em Paris, entre outros bens avaliados entre R$ 2,5 e R$ 3 bilhões.

Na época da divulgação dos bens da família, o ex-governador peemedebista veio a público para dizer que possui uma fortuna muito maior que a divulgada pela ex-mulher. Seria tantos bens que Newton afirmou não saber ao certo quanto possui.

Ele alega que se casou em regime de “separação de bens”. A ex-deputada garante que a certidão é falsa e juntou outra ao processo, na qual se lê que a união foi celebrada com a comunhão parcial de bens, o que lhe daria direito à metade do patrimônio do casal.


Newton Cardoso faz parte de uma família de 15 filhos. Nasceu em Brumado em 1938. Chegou a Belo Horizonte com a idade de 16 anos para trabalhar na Magnesita S.A., indústria sediada em Brumado, e com fábrica em Contagem, Minas Gerais. Começou na política e nos negócios como líder estudantil e dono da cantina da Universidade Católica de Minas Gerais. Leia mais

Eis o perfil parlamentar de Maria Lúcia. Clique

Publicado por

Talis Andrade

Jornalista, professor universitário, poeta (13 livros publicados)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s